Polí­cia

Foto: Dennis Tavares

Uma ação de combate à criminalidade, deflagrada pela Delegacia Estadual de Investigações Criminais de Palmas em conjunto com o Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE), tropa de elite da Polícia Civil, durante toda esta última quarta-feira, 6, resultou na prisão de três suspeitos de integrar uma organização criminosa responsável por praticar roubos a instituições financeiras, que agia em Palmas/TO e município do interior do Tocantins.

Conforme o delegado titular da DEIC, Vinicius Mendes de Oliveira, desde a última sexta-feira, 2, os investigadores da delegacia especializada monitoravam uma quadrilha especializada no roubo a instituições financeiras que, supostamente, é do Estado do Mato Grosso e teria vindo ao Tocantins com o objetivo de praticar roubos a instituições financeiras.

Ainda segundo o delegado Vinícius, na última terça-feira, os agentes da DEIC receberam denúncias de que o bando tentaria roubar a agência do Banco Bradesco de Novo Acordo/TO. Com base nessas informações, equipes da DEIC e do Gote, comandadas pelo delegado Rildo Barreira, deslocaram-se até a cidade e, no momento em que chegavam até um aterro sanitário, localizada a poucos quilômetros do município, a fim de preparar a estratégia de atuação, avistaram no local, dois veículos e alguns indivíduos, em atitude suspeita.

Dessa maneira, os agentes foram até os homens na tentativa de abordá-los, no entanto, ao perceber a aproximação dos policiais civis, os suspeitos fugiram por um matagal próximo abandonando, um Fiat Uno e um VW Gol, que, inclusive já estavam tendo as aplacas trocadas com o objetivo de praticar o roubo ao banco.

Os policiais civis do Gote realizaram o cerco e após mais de 18 horas de perseguição ininterrupta conseguiram capturar Jeferson M. R., 27 anos, Johanes H. L. F., 27 anos e Alexandre F. de S., 29 anos, os quais se encontravam próximo ao município de Aparecida do Rio Negro/TO. “Durante o cerco policial, levantamos informações de que os indivíduos estavam tentando retornar para Palmas, sendo que, um dos suspeitos, abordou um senhor que conduzia uma motocicleta e, após ameaçá-lo com uma arma de fogo, o obrigou a transportá-lo até um local conhecido como pedreira, já próximo a Aparecida do Rio Negro”, disse o delegado Rildo.

Com os três homens, os policiais civis apreenderam, além dos carros, uma grande quantidade de ferramentas para arrombar caixas eletrônicos, tais como pé-de-cabra, serra copo, furadeiras, alavancas de aço, bem como objetos, possivelmente furtados os correios, além de certa quantia em dinheiro e um veículo HB20.

Em contato com a Polícia Federal, foi apurado que parte dos objetos encontrados com os três suspeitos pertencem a agência dos correios, assaltada em Palmas/TO, além disso, no dia seguinte ao roubo, os investigadores da Deic apuraram mais fatos relativos ao crime. “No dia posterior ao furto a agência dos correios de Palmas, verificamos que houve uma movimentação de mais de R$ 50 mil reais, nas contas bancárias de apenas um dos suspeitos preso”, ressaltou o delegado.

Jeferson, Alexandre e Johanes foram trazidos a sede da DEIC, onde foram autuados em flagrante por associação criminosa, tentativa de furto e furto qualificado. Após os procedimentos cabíveis, os três homens foram recolhidos a carceragem da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.