Economia

Foto: João Neto

A Saudibras garante recursos para a construção do Araguaína Park Shopping. O anúncio foi feito na tarde da última sexta-feira, 9 de junho, em Araguaína/TO, para a imprensa, representantes de entidades civis, como a Associação Comercial e Industrial de Araguaína, e pessoas interessadas no empreendimento.

O proprietário do Grupo Saudibras, novo gestor da construção do shopping, Obeid Wahib Said Binzagr, afirmou que, até maio de 2018, as obras do Araguaína Park Shopping devem ser retomadas com recursos próprios e de investidores, somando o valor de aproximadamente 130 milhões de reais.

Na ocasião, Obeid ressaltou que, do montante total, quase 25 milhões de reais já foram investidos na parte de fundação, drenagem e terraplanagem. Além do recurso, o empresário assegura a experiência técnica para a construção do empreendimento e o interesse das lojas âncoras.

“O período até a retomada das obras é necessário para cumprir toda a parte burocrática, como atualização dos projetos, orçamentos, licenças e alvarás a nível municipal, estadual e federal. Após isso, a obra do Shopping será reiniciada com recurso garantido”, informou Obeid.

A partir da retomada, o prazo médio para conclusão do shopping será de 24 a 30 meses. “A gente entende que, há tempos, Araguaína tem o potencial para receber um varejo diferenciado”, pontuou o empresário.

O Araguaína Park Shopping contará com dois pisos, 41 mil metros quadrados de área construída, estacionamento para 1.700 veículos, 110 lojas, seis salas de cinema no formato multiplex stadium e geração de 1.500 empregos diretos e três mil indiretos.

Parceria

O Grupo Saudibras conta com a sociedade da Nacional Shopping, empresa com expertise em planejamento estratégico de shoppings, prospecção e relacionamento de lojas âncoras e franquias, e administração de empreendimentos desse porte. A empresa tem presença em grandes empreendimentos em todo o País. “Um dos motivos da coletiva é anunciar o interesse das âncoras como Riachuelo, Renner, Cinemark, que são responsáveis pela movimentação maciça de qualquer shopping no Brasil”, comentou Obeid.

Além das âncoras citadas, Avenida e Planet Park também confirmaram interesse no Araguaína Park Shopping.

Nova gestão

A Saudibras assumiu a gestão do empreendimento há cerca de seis meses. “Essa obra só tem um caminho a seguir: para frente. E o projeto do shopping será diferenciado, porque Araguaína é uma cidade diferenciada e isso agrada a todos: aos cidadãos araguainenses, aos comerciantes parceiros locais, às lojas âncoras e franquias e aos investidores”, completou Obeid.

Linha de crédito

Sobre as dúvidas referentes ao financiamento buscado junto ao Banco da Amazônia, Obeid esclareceu que o crédito foi solicitado e está em andamento.

“Essa parceria é estratégica e será útil para alavancar outros empreendimentos. É sempre bom ter uma Instituição financeira para nos fiscalizar, auditar, além do compromisso mútuo de desenvolvimento regional social e econômico. Mas a estratégia para esse empreendimento mudou, já contamos com os recursos necessários para o Araguaína Park Shopping”, informou.

O gerente de Vendas do grupo, André Simonassi, acrescentou que os trâmites internos dentro do banco já acontecem há pelo menos seis meses. “Por se tratar de recursos públicos, as análises financeiras e exigências documentais são grandes e por isso leva tempo até a aprovação final do financiamento. Por isso não há ainda informações concretas sobre a linha de crédito. Mas estamos nos adequando às solicitações e estamos tranquilos quanto a isso”.

Andamento da obra

No fim da coletiva, os participantes foram convidados a visitar o canteiro de obras do Araguaína Park Shopping. No local, mais de 78% das estacas já estão instaladas, assim como as lajes, já assentadas. No total, quase R$ 25 milhões foram investidos nesta primeira etapa.

Grupo Saudibras

A empresa, de origem saudita, tem 120 anos de história e atuação em diversos segmentos em três continentes. No Tocantins, a Saudibras atua há 40 anos, principalmente nos ramos agropecuário, imobiliário, construção civil e, recentemente, energia renovável.

Em Araguaína, os trabalhos começaram em 2011, por meio do Loteamento Lago Sul. “Nos últimos cinco anos, investimos mais de 200 milhões de reais no Tocantins com recursos próprios ou de investidores parceiros. Diante disso, tranquilizamos a população quanto às nossas intenções com a economia da cidade, pois nosso grande compromisso com a cidade é investir neste shopping”, garantiu Obeid.