Geral

Foto: Divulgação

Políticas públicas de igualdade de gênero e de respeito à diversidade sexual passam a ganhar ainda mais espaço na pauta da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE/TO). Foi lançado na quarta-feira, 14, o edital de formação do coletivo permanente do NUAmac Palmas – Núcleo Aplicado das Minorias e Ações Coletivas de Palmas, que atuará com propostas e demandas na defesa e promoção dos direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros - LGBT’s para discussões das questões de sexualidade e gênero.

O lançamento aconteceu em reunião da defensora pública Letícia Amorim, coordenadora do NUAmac Palmas, com representantes de movimentos sociais e ONGs voltadas para as políticas de igualdade de gênero. Estão disponíveis quatro vagas, sendo dois representantes da sociedade civil e dois do quadro da Defensoria Pública do Tocantins. O edital está disponível no site oficial da Defensoria Pública e as inscrições podem ser feitas até o dia 14 de julho, pelo site oficial ou pessoalmente na sede do Núcleo (502 Sul), entre 9 e 12 horas. Os formulários preenchidos deverão ser encaminhados para o e-mail nuamac@defensoria.to.gov.br ou na sede do NUAmac Palmas.

Inclusão

Para a defensora pública Letícia Amorim, a formação do coletivo é de imensa importância na atuação da Defensoria, pois trata-se de uma oportunidade de se ampliar o diálogo com o público LGBT e promover a inclusão social. “Queremos iniciar uma nova fase de aproximação com a comunidade LGBT e o primeiro passo é a formação desse coletivo permanente, que é uma ponte de diálogo com todas as pessoas que compõem o movimento. Algumas demandas a gente já conhece e outras temos que descobrir e acreditamos que o edital é a forma mais democrática para esse diálogo”, adianta Letícia Amorim.

De acordo com a coordenadora do NUAmac Palmas, defensora pública Letícia Amorim, o novo formato de atuação proposto pelo Conselho Superior da Defensoria Pública com a criação dos Núcleos no interior é salutar e bastante eficiente. “E a prova do acerto da Administração é a forma de atuação conjunta dos NUAmac's na questão da saúde e também no combate a Homofobia. Foram feitos eventos em três locais distintos no Estado, atingindo os rincões do Tocantins, onde antes carecia de uma ação da Defensoria Pública para tratar de temas importantes”, afirma.