Turismo & Lazer

Foto: Daniel Andrade

Nesta quarta-feira, 21, a equipe do Instituto Natureza do Tocantins – Naturatins que atua no Parque Estadual do Jalapão - PEJ apresentou o balanço da operação de uso público realizada na unidade de conservação, com o apoio de policiais do BPMA e de colaboradores do Programa Voluntários pela Natureza.

A equipe contou com 16 pessoas, entre inspetores, guarda-parques, brigadistas, voluntários e policiais ambientais, que atuaram entre os dias 15 a 18 de junho no controle de entrada no atrativo turístico das Dunas, com a oferta de orientações a respeito das normas de visitação, monitoramento da visitação, fiscalização, sensibilização e atividades de educação ambiental.

Cerca de 680 visitantes passaram pelas dunas no período, um dos locais mais frequentados da região, com visitantes de vários estados do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, além de turistas estrangeiros vindos da Espanha e do Peru.

De acordo com informações do gerente do PEJ, João Miranda, as operações de uso público durante feriados, são realizadas para o monitoramento do número de visitantes. E desde o último dia 8 de junho, somente as empresas que possuem licença, podem realizar atividade turística no atrativo das Dunas, que é de gestão do Naturatins no Parque Estadual do Jalapão.

A inspetora de Recursos Naturais do Naturatins, Lahuana Aguiar de Souza, justificou a importância da operação. “A região do Jalapão possui uma fragilidade natural dos ecossistemas locais, e isso pode ser observado principalmente no solo da região que é arenoso, causando erosões e assoreamento dos corpos d’água. Daí a justificativa do nosso trabalho em função das Dunas, porque ela é formada pela erosão natural da Serra do Espírito Santo e é margeada pelo assoreado córrego de Areia, afluente do Rio Novo”.

Além das atividades realizadas nas Dunas, o trabalho também se estendeu as praias do Rio Novo, comunidade a 15 km da base das Dunas, onde uma equipe fez monitoramento dos acampamentos através de orientações e sensibilização ambiental.

Programa Voluntário Pela Natureza

É um programa do Naturatins que possibilita o ingresso de pessoas, que desejam colaborar de forma espontaneamente das atividades junto as Unidades de Conservação (UCs) do Estado. Qualquer pessoa acima de 14 anos e que possua a autorização dos pais enquanto menor de idade, deve tomar conhecimento da Portaria do Naturatins nº 093, que dispõe sobre o Programa Voluntário pela Natureza, preencher o cadastro, no endereço https://central3.to.gov.br/arquivo/214097/ e após o preenchimento, o documento deverá ser enviado para o e-mail: usopublico@naturatins.to.gov.br e aguardar contato do Naturatins para o agendamento de entrevista com técnicos da Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Instituto. Caso seja selecionado, o interessado deve aguardar a convocação.

Depoimentos dos voluntários

O voluntário Francisco Pontes Jardim Neto falou de sua experiência. “Considero um verdadeiro presente, presente no sentido literal da palavra. Viajar para desenvolver atividades voluntárias em um lugar mágico e bonito por natureza, não tem preço, o que fica é a vontade do retorno com maior brevidade possível. Fazer parte dessa equipe ao longo desses 4 dias de ações diretas com visitantes de todas as partes do mundo, elucidando a importância da preservação e da manutenção dos atrativos turísticos existentes dentro da Unidade de Conservação, é algo indescritível", agradecendo ao final pela acolhida. 

A voluntária Marília Carneiro Brito disse ter se surpreendido. “A princípio imaginava que seria apenas cumprir algumas funções passadas pelos orientadores e conhecer alguns lugares do Parque Estadual do Jalapão, mas na verdade, fui surpreendida não só pelas belezas deste lugar, como também todo o conhecimento adquirido sobre a fauna e flora que até então, eu não tinha ideia da diversidade. Pude conhecer um pouco da cultura do pessoal, tanto da cidade de Mateiros quanto das pessoas que moram em volta do Parque", ao destacar a alegria da comunidade e parabenizando a todos.  

E a voluntária Camila Abreu Teixeira Leitão falou da nova experiência. “Percorremos juntos um trajeto esses 4 dias, e a partir de hoje cada um de nos trilhara seu próprio caminho. Cada um ajudou no crescimento do outro, temperamento, ideias, que geram divergências sempre haverá. A vida nos reserva boas supressas e conviver com vocês foi uma delas. Deixo meu muito obrigada e espero rever vocês o mais breve possível”, finalizou.