Campo

Foto: Divulgação

Com o término da janela de plantio da soja nas várzeas tropicais, ocorrido no último dia 15 de junho, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) alerta os produtores rurais de áreas produtoras de sementes para ficarem atentos às normas de controle da ferrugem asiática prevista na Portaria 164/2016.

O gerente de Sanidade Vegetal da Adapec, Marley Camilo explicou que entre as normas para plantio de soja nas várzeas tropicais, a portaria prevê sanções aos produtores que não entregaram à Agencia os cadastrados das propriedades produtoras. “Para mantermos o controle da ferrugem asiática nas várzeas, orientamos os sojicultores a fazerem a aplicação obrigatória de fungicida em R1 no início do período reprodutivo, além disso, o produtor deve comunicar a Adapec sobre aparecimento da ferrugem”, pontuou Marley.

De acordo com a Adapec, o período para colheita da soja vai até o dia 10 de outubro. “Desde o início do plantio, a Agência mantém o monitoramento em 100% da área plantada e daremos continuidade a este trabalho até o fim da colheita, para mantermos a sanidade da soja produzida nas várzeas tropicais”, disse o presidente da Adapec, Humberto Camelo.

Em relação a presença de pragas na cultura da soja nas várzeas tropicais, o Responsável Técnico do Programa de Grandes Culturas da Adapec, Cleovan Barbosa, informa que estão sendo realizados monitoramentos frequentes e até o momento não foram constatados problemas fitossanitários em relação a ferrugem asiática da soja (Phakopsora pachyrhizi), principal praga que acomete a oleaginosa. 

Crescimento da área plantada

De acordo com dados apresentados pela Adapec, houve este ano, um crescimento na área plantada de 4,6% em relação a safra de 2016, passando de 54.006,80 hectares no ano passado para 56.503,12 hectares este ano.

Entre os municípios que compõem a várzea tropical a área de plantio ficou assim distribuída: Lagoa da Confusão com 36.343,20 ha, Formoso do Araguaia com 15.899,22 ha, Dueré com 2.918,00 ha, Pium com 1.142,70 ha e Guaraí com 200,00 ha.