Palmas

Foto: Jadiel Pereira

A Polícia Militar do Tocantins em parceria com a ONG Meninas de Deus realizará na próxima quarta-feira, 5 de julho, às 16h30, a entrega de aproximadamente uma tonelada de alimentos não perecíveis para famílias carentes do setor conhecido como “Capadócia”, localizado no Jardim Taquari, região sul de Palmas. Os alimentos foram arrecadados no “1º Arraiá da Puliça Militá”, evento solidário que aconteceu no dia 14 de junho no pátio do Quartel do Comando Geral da PM em Palmas.

Esta ação solidária terá uma programação especial que contará com a presença da Banda de Música da Polícia Militar, do Grupo de Operações com Cães (GOG) da PM, realizando demonstrações das habilidades com os animais, além da presença do Dare - Mascote do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD). As famílias já cadastradas pela ONG Meninas de Deus, responsável pela organização dos alimentos em cesta básica, receberão a doação. Além do cunho solidário a iniciativa tem a finalidade de aproximar Polícia Militar e comunidade, dentro da filosofia de polícia comunitária, há tempos desenvolvida pela instituição.

Organização dos alimentos arrecadados

A entrega dos alimentos arrecadados à ONG Meninas de Deus aconteceu no último dia 23 de junho, no Quartel do Comando Geral da PM em Palmas, e contou com a presença do subchefe do Estado Maior da PM, coronel Marcelo Falcão Soares, da equipe da Assessoria de Comunicação da PM, e das representantes da ONG, Stephany Alves, Távylla Coelho e Hallyohanna Lauren Parrião.

As voluntárias da ONG Meninas de Deus, ficaram responsáveis pela organização das cestas básicas, com os alimentos arrecadados pela PM. O grupo já possui um cadastro de famílias da região da Capadócia, e por meio deste cadastro as cestas serão distribuídas às famílias mais necessitadas.

Trabalho social das Meninas de Deus

A ONG Meninas de Deus acompanha e ajuda famílias em situação de extrema pobreza da capital, doando cestas básicas, dando cursos de capacitação, realizando encaminhamento profissional e possibilitando que usuários de drogas possam fazer tratamento. Não possuem sede física e não estão ligadas a nenhuma instituição, atuam por meio de doações e voluntariado. Divulgam seu trabalho principalmente por meio das redes sociais.