Polí­tica

Foto: Divulgação

Há mais de 10 meses a falta de médicos peritos do INSS tem sido um problema para quem depende do serviço em Araguaína. Moradores da cidade precisam viajar até 250 km para realizar a perícia e ter acesso ao benefício. Preocupado com essa situação, o deputado federal César Halum (PRB-TO), esteve em audiências com o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS, Leonardo Gadelha, que a pedido do parlamentar transferiu, em regime de urgência, um servidor para realizar os procedimentos.

A boa notícia é que na tarde dessa quarta-feira, 5, um médico vindo de Natal – RN chegou a cidade com a responsabilidade de zerar a fila de espera de atendimento que já completa mais de 200 prontuários e um outro ficará em regime de plantão todas as terças e quartas-feiras.

“Fiquei feliz com a notícia, pois acredito que não podemos brincar em serviço, principalmente quando tratamos da saúde humana, por isso, como prometido, solucionamos a demanda com a sensibilidade do presidente do INSS que havia me garantido a resolução do problema”, comemorou Halum.

O parlamentar disse que ainda atuará junto à bancada federal do Tocantins para que um médico seja transferido em caráter permanente. “Um serviço tão importante não pode ser temporário. Precisamos nos unir para garantir esse atendimento à população de Araguaína”, assegurou o republicano.