Esporte

Foto: Marcos Filho São 41 equipes na competição, dos estados dos Tocantins, Pará, Piauí e Maranhão São 41 equipes na competição, dos estados dos Tocantins, Pará, Piauí e Maranhão
  • O olheiro Carlos Anunciação (Carlão), do Palmeiras busca novos talentos
  • A partida da final ainda sem horário definido, deve acontecer na próxima sexta-feira, 21, no Estádio Gauchão
  • Ronald Santos Araújo, de 13 anos sonha em ser jogador profissional

A bola já está rolando, em vários campos de Araguaína nos jogos da 4ª Copa Norte de Futebol de Base. A abertura da competição no Estádio Gauchão reuniu nesta terça-feira, 18, pela manhã os mais de mil atletas, crianças e adolescentes dos estados dos Tocantins, Pará, Piauí e Maranhão, que estão participando nas categorias sub-11, sub-13, sub-15, sub-17 e sub-19.

De acordo com o superintendente de Esporte e Lazer do Município, Luciano Santana, os campos de futebol da cidade passaram por reformas recentemente e estão com boas estruturas para os jogos. “Além da infraestrutura nos campos, estamos apoiando as equipes na logística, arbitragem e alojamento. É muito importante essa interação dos atletas que estão participando, o esporte além de ser lazer, proporciona vida saudável”, disse.

São 41 equipes na competição, os jogos são decididos por sorteios e as primeiras equipes a entrarem em campo foram Sparta x Gol de Placa. A partida da final ainda sem horário definido, deve acontecer na próxima sexta-feira, 21, no Estádio Gauchão.

Em busca de talentos

Com olhar atento, o olheiro Carlos Anunciação (Carlão), do Palmeiras, não perdia um só movimento dos jogadores, tudo para identificar o melhor talento da competição. “Eu tenho 32 anos de experiência, já passei por outros times, como o Vitória na Bahia. Este ano estou no Palmeiras para procurar talentos, nas regiões Norte e Nordeste”, contou.

Carlão acrescentou que já revelou grandes nomes do futebol brasileiro, como Vampeta, Dida, Daniel Alves e Fábio Costa. “Em uma competição como essa acreditamos que há jogadores com talento diferenciado e se Deus quiser vamos levar um jogador revelação, para representar a região no Estado de São Paulo”, destacou.

E quem sonha em ser jogador profissional é Ronald Santos Araújo, de 13 anos. “Eu jogo desde os quatro anos de idade no M 10, de Balsas (MA), me preparo muito e quero jogar em um time grande e ser famoso”, contou.

Já Max Jhenys, que joga na posição de zagueiro, disse que ainda não pensa nisso. “Estou começando agora, tenho 10 anos, mas se me escolherem vou ficar feliz”, arrematou.

Os jogos são uma realização da Sociedade Desportiva do Sparta com o apoio da Prefeitura de Araguaína, por meio da Secretaria da Educação, Cultura, Esporte e Lazer.