Economia

Foto: Divulgação

Mais de 200 mil empregadores devem Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para oito milhões de trabalhadores. A dívida total soma R$ 24,7 bilhões. As informações são da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN). A lista de devedores é pública e pode ser acessada no site do órgão.

De acordo com o órgão, o número considera todos os devedores do FGTS, ou seja, tanto os que ainda podem ser cobrados quanto os que tiveram a exigibilidade suspensa por algum motivo. Alguns trabalhadores só notaram que os empregadores não estavam quites com o Fundo no momento de sacar o FGTS de contas inativas. Nesse caso, o trabalhador pode tentar reaver o dinheiro.

O levantamento mostra que, entre as entidades que possuem dívidas exigíveis, o total de devedores é de mais de 187 mil. Desse total, 307 são órgãos de administração pública, como prefeituras.

De acordo com levantamento realizado pelo G1, as 20 empresas com as dívidas mais altas somam cerca de 8% do valor total atrasado que é devido ao FGTS, com quase R$ 2 bilhões. Entre elas, pelo menos 10 estão falidas. Algumas estão em recuperação judicial. A maior devedora é a Varig, com R$ 643 milhões em atraso, seguida pela Vasp, com R$ 149 milhões pendentes. (CNM)