Economia

Foto: Divulgação

A intenção de investir em renovação dos estoques cresceu 2%, na comparação mensal, entre os empresários palmenses no mês de julho, alcançando 91,4 pontos numa escala de 0 a 200. Esse número se refere ao Índice de Investimento em Estoques, que integra o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC). Os dados são apurados pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em parceria com a Fecomércio Tocantins.

Os empresários dos ramos de semiduráveis, como vestuário, e duráveis, como automóveis, não apontaram variação mensal, ficando em 108,3 pontos e 81,8 pontos respectivamente. Já o segmento de não duráveis, como alimentos, o crescimento foi de 5,3%, em relação a junho.

Adequação dos estoques

O Índice de Investimentos em Estoques capta a percepção dos comerciantes sobre o volume das mercadorias nas lojas diante da programação de vendas, em que os comerciantes respondem se os estoques encontram-se abaixo do adequado, adequado, ou acima do adequado.

Este mês, houve aumento de 1,1% entre os entrevistados que perceberam adequação nos estoques, ficando em 54,5%; e 27,1% dos empresários afirmaram que os estoques ficaram acima do adequado.

ICEC

A coleta dos dados para a pesquisa Índice de Confiança do Empresário do Comércio referente ao mês de julho foi realizada nos últimos dez dias de junho. Este mês, a confiança caiu 1,4% em relação ao mês anterior, ficando em 103 pontos.

O objetivo da análise é produzir um indicador com capacidade de medir, com a maior precisão possível, a percepção que os empresários do comércio têm sobre o nível atual e futuro da economia, do setor e das empresas.

Por: Redação

Tags: Economia, Estoques, Fecomércio