Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira, 26, quatro pessoas suspeitas de envolvimento em um assalto à residência ocorrido em fevereiro deste ano, em Miranorte. Cleiton G. M., 40, e Rômulo P. F. G., 21, foram presos em Palmas, e em Miranorte, Rosilene G. T. M., 47 e Marcílio C. R., 49, por meio de uma ação conjunta das equipes da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic), Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE) e da Delegacia de Polícia de Miranorte.

De acordo com o delegado titular da Deic, Wanderson Queiroz, as investigações começaram logo após a ocorrência do crime, que aconteceu em 03 de fevereiro de 2017, em Miranorte. Na manhã daquele dia, dois dos suspeitos adentraram em uma residência, renderam a dona da casa e anunciaram o assalto, subtraindo vários objetos pessoais, jóias, grande quantia em dinheiro e um veículo.

“Na fuga, a Polícia Militar conseguiu interceptar os carros utilizados pelos criminosos, cerca de 10 km do município de Barrolândia. Os militares visualizaram um homem em um dos veículos e, ao realizar a abordagem, o mesmo conseguiu fugir. Ao revistar o carro, a PM encontrou quase todos os objetos subtraídos do imóvel da vítima em Miranorte”, afirma o delegado.

Ainda de acordo com o titular da Deic, a Polícia já investigava Cleiton e Marcílio, tendo, inclusive, avistado no dia do crime o carro que foi apreendido na posse de Cleiton, em Miranorte. Cleiton e Romulo são suspeitos de atuarem no assalto e Marcílio de ser chefe da organização criminosa. Já Rosilene é suspeita de ser quem indicava aos companheiros possíveis vitimas no município.

A Polícia Civil segue investigando o envolvimento da quadrilha em outros crimes em Miranorte e região. Após o cumprimento do mandado de prisão preventiva, os suspeitos foram ouvidos pela autoridade policial em Palmas, e encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP). Eles irão responder pelos crimes de roubo qualificado e associação criminosa. 

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Civil