Economia

Foto: Divulgação

Os reflexos do aumento de tributos sobre os combustíveis devem também impactar nas contas de energia elétrica dos consumidores. A previsão foi feita pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O reajuste de R$ 0,21 para R$ 0,46 da alíquota de PIS e Cofins referente ao litro de óleo diesel, usado em parte das termelétricas geradoras de energia no país, é a justificativa do governo federal.

Segundo a Aneel, o aumento deve se refletir principalmente na chamada Conta de Consumo de Combustível (CCC). Ela reúne recursos para bancar parte do gasto com a compra de combustível que abastece as termelétricas situadas na Região Norte do País. Essa conta beneficia apenas os Estados da região, mas todos os consumidores do Brasil contribuem com ela. 

O Ministério de Minas e Energia ainda vai avaliar os efeitos do aumento de PIS/Cofins sobre os combustíveis na tarifa de energia elétrica. (CNM)