Polí­tica

Foto: Divulgação

Cinco deputados tocantinenses votaram a favor do presidente Michel Temer na sessão que analisou a admissibilidade do relatório da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) feito pelo deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) com parecer contrário à investigação do presidente pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção passiva.

Votaram a favor do relatório e do presidente Michel Temer os deputados Carlos Gaguim (Podemos), Dulce Miranda (PMDB), Josi Nunes (PMDB), Lázaro Botelho (PP) e Dorinha Seabra Rezende (DEM).

Contra o relatório e a favor da investigação do presidente pelo STF votaram César Halum (PRB) e Irajá Abreu (PSD). O deputado Vicentinho Junior não compareceu à sessão de votação.

O líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Baleia Rossi (SP), projeta a vitória de Temer com no mínimo 270 votos favoráveis ao relatório contra o prosseguimento das investigações do presidente.

Para garantir a vitória e impedir que se inicie a investigação, o presidente precisa de 172 votos favoráveis ao relatório. Já a oposição precisa de 342 votos contrários ao relatório para que seja autorizada a investigação.