Polí­tica

Foto: Divulgação

O voto do deputado federal César Halum (PRB) pela continuidade das investigações do crime de corrupção passiva contra Michel Temer rendeu repercussão nacional. Halum aparece em lista do colunista Josias de Souza, do UOL, como o único representante do Tocantins entre os deputados que, segundo o colunista, votaram com coerência nos processos contra a presidente eleita Dilma Rousseff, Michel Temer e o deputado Eduardo Cunha.

“Em política, como na vida, a coerência é um caminho sem volta. Funciona mais ou menos como a virgindade. Perdeu, perdida está. Não dá segunda safra. Há na Câmara 513 deputados. Apenas 108 - ou 21% do total - votaram coerentemente a favor da cassação de Eduardo Cunha, do impeachment de Dilma Rousseff e da continuidade do processo contra Michel Temer por corrupção passiva”, diz o colunista.

Ao declarar seu voto, na última quarta-feira, 2, Halum argumentou que para ele a economia não pode ser usada para justificar a decisão de não investigar um ato suspeito. “A retomada do crescimento e as reformas não podem ser pretextos para se estancar o processo de combate à corrupção E isso por razões morais, mas também por motivos econômicos. Combater os desvios é uma das formas de trabalhar pela estabilidade econômica de longo prazo”, disse o parlamentar na oportunidade.

Confira a matéria completa no UOL em https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/08/06/coerencia-108-deputados-votaram-pelo-afastamento-de-cunha-dilma-e-temer/