Palmas

Foto: Divulgação  (E/D) Adriadne Camilo, Vinicius Soares e demais diretores (E/D) Adriadne Camilo, Vinicius Soares e demais diretores

Uma assembleia geral instituiu a Associação dos Motoristas Profissionais de Plataforma Tecnológica do Tocantins (AMPTTO) na última quarta-feira, 10. A associação defende os interesses da categoria e a melhoria da mobilidade urbana na capital Palmas.

A criação da entidade atende às demandas de representatividade frente aos impasses relacionados a administração pública e a regulamentação dos serviços de mobilidade solicitados por plataformas digitais.

A AMPTTO defende a implantação de um plano de gestão de trânsito e transporte urbano que inclua o serviço em questão, aproveitando das melhorias e contribuições que a utilização de aplicativos como o Uber, por exemplo, configuram.

Segundo Adriadne Camilo Rego, presidente da associação, hoje a população dispõe do “conforto e praticidade de solicitar um veículo para se locomover de onde estiver para onde quiser ir. No entanto, precisamos lutar para que essa tecnologia encontre espaço e legalidade na administração pública, de forma a atender os profissionais envolvidos e os cidadãos que utilizam o serviço", diz.

Segundo o presidente a associação vai buscar a regulamentação dos motoristas de plataforma “e nos unir à prefeitura, fazendo o necessário para a regulamentação", concluiu.

Por: Redação

Tags: AMPTTO, Adriadne Camilo Rego, Uber