Economia

No acumulado do ano, o Tocantins já soma 17.617 veículos financiados, queda de 2% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados incluem automóveis leves, motos e pesados. Desse total, as unidades novas foram responsáveis por 9.800 das negociações, enquanto as usadas atingiram 7.817. 

O levantamento é da B3, empresa resultante da combinação de atividades da BM&FBovespa, uma das maiores bolsas do mundo em valor de mercado, e a Cetip, maior depositária de títulos privados da América Latina. A B3 opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), base integrada de informações que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil. O SNG impede que o processo de financiamento de veículos seja suscetível a fraudes sistêmicas.

O volume de financiamento de automóveis leves totalizou 11.501 unidades de janeiro a julho, aumento de 9,8% na comparação anual. Os dados consideram unidades novas e usadas.

A região Norte somou 155.245 veículos financiados no acumulado do ano até julho, queda de 2% em relação ao mesmo período do ano passado. Deste total, os automóveis leves foram responsáveis por 97.900 das operações, enquanto as vendas financiadas de motos somaram 52.791 unidades.

O total de veículos financiados no Brasil no acumulado do ano somou 2.846.605 unidades, entre automóveis leves, motocicletas, pesados e outros, aumento de 7,8% em relação ao mesmo período de 2016. Desse total, as vendas a crédito de veículos novos atingiram 994.214 unidades, enquanto os usados chegaram a 1.852.391.