Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 2ª Delegacia de Palmas, efetuou, na manhã desta sexta-feira, 25, as prisões de Valdinei de J. L., 22 anos e seu irmão José W. L., 31 anos de idade.

Os dois são os principais suspeitos de praticar um roubo à mão armada, contra uma empresa de bebidas de Palmas, no dia 21 de julho de 2017, de onde subtraíram mais de R$ 100 mil em espécie e foram presos, mediante cumprimento de mandados de prisão preventiva.

Conforme apontaram as investigações da Polícia Civil, no dia dos fatos, por volta das 19 horas, Valdinei e José W., que era funcionário da empresa, chegaram ao local em uma motocicleta e, armados, renderam o tesoureiro e o obrigaram a lhes entregar todo o dinheiro dos caixas da empresa, totalizando a quantia de R$ 105. 580,00.

As investigações realizadas pela equipe de policiais civis da 2ª DPC apontaram o envolvimento dos irmãos Valdinei e José na prática do crime e, desta maneira, foi representado, junto ao Poder Judiciário, pela prisão preventiva de ambos os homens. Com os mandados em mãos, os agentes foram até as residências os indivíduos, no Jardim Aureny III e efetuaram a prisão dos mesmos. 

Ainda segundo as investigações da Polícia Civil, após subtrair o dinheiro da empresa, os suspeitos quitaram dívidas pessoais e fizeram uma viagem de lazer até o Estado de Goiás. No momento da prisão, os policiais civis, apreenderam em poder dos indivíduos, a motocicleta utilizada no crime e ainda à quantia de R$ 35 mil reais, em espécie, além de vários comprovantes de pagamentos.

O fato de ser funcionário da empresa ajudou José W. a planejar o crime, uma vez que ele conhecia a rotina de trabalho e sabia quais os horários em que haveria mais dinheiro nos caixas do estabelecimento. Os irmãos foram conduzidos à sede da 2ª Delegacia e, após os procedimentos legais cabíveis, foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Civil