Estado

Foto: Washington Luiz

As 202 famílias que serão contempladas com casas da terceira etapa do Programa Pró-Moradia na quadra Arso 131, em Palmas, participaram nessa terça-feira, 26, do sorteio dos endereços. A reunião aconteceu no auditório da Unitins, com a presença dos beneficiários, técnicos da Secretaria da Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sehab) e da Companhia Imobiliária do Tocantins (TerraPalmas), responsável pela doação dos terrenos. 

De acordo com sub-secretário da Sehab, Jorge Mendes, o objetivo dessa etapa é oferecer tratamento igualitário aos beneficiários e dar transparência ao processo. “Esse sorteio público é importante para que não haja nenhum tipo de favorecimento a uma família em detrimento de outra. Isso torna o processo transparente e não abre margem para dúvidas ou questionamentos”, explicou.

“O sorteio de hoje é uma continuidade do Programa, pois trata-se de famílias que já estavam selecionadas desde a primeira etapa de entrega, em 2015, e vinham sendo acompanhadas pelo plantão social para garantir que estivessem dentro dos critérios de seleção do Programa no momento da entrega”, destacou a diretora Social da Sehab, Tatiane Alves. 

O presidente da TerraPalmas, Aleandro Lacerda, ressaltou o esforço do Governo do Estado em oportunizar a moradia, mesmo em um momento de crise financeira. “Graças ao empenho de toda a equipe, estamos conseguindo contornar a crise para finalizar as casas e cumprindo uma determinação do governador desde o primeiro mandato, que é trazer as moradias para o centro da cidade em quadras bem localizadas como essa”, afirmou. 

Foram realizados dois sorteios: um para 06 unidades adaptadas a portadores de necessidades especiais e outro para as 196 unidades convencionais. Idosos, famílias com menor renda per capita, famílias com maior número de dependentes e mulheres responsáveis pelo domicílio, pessoas com doenças e deficiências tiveram prioridade na seleção. Também na reunião, foram passadas orientações sobre as regras do Programa, possíveis alterações que podem ser realizadas na estrutura das casas, critérios de seleção, dentre outras informações.

Beneficiários

O aposentado, Vantoir Batista, será um dos beneficiados com uma casa adaptada para pessoas com deficiência física e está muito feliz com a conquista. “É uma emoção muito grande poder morar no que é meu, sair do aluguel e ter um espaço adaptado para minhas necessidades. Vou poder cuidar melhor da minha saúde, me alimentar bem e comprar minha medicação”, comentou.

A dona de casa, Telma Sousa, já está comemorando a conquista da casa própria e faz planos com o recurso que vai sobrar do aluguel. “Com esse recurso que pagávamos o aluguel, vai ser possível murar nossa casa e fazer muitas melhorias na nossa vida”, destacou.

“É um sonho começando a se realizar. Estou muito feliz em saber que a espera de mais de 08 anos está terminando para mim e minha família. Quando eu sair do aluguel vai ser possível pagar alguém para poder olhar minha filha pequena enquanto eu trabalho”, planeja a empregada doméstica, Simone Coelho.

Pró-Moradia

As 202 unidades da Arso-131 devem ser entregues no início de outubro. Até momento foram entregues 452 unidades. Totalizando 654, todas gratuitas. Para serem beneficiárias do Pró-Moradia, as famílias devem possuir renda familiar de até R00,00 por mês, residir em Palmas há mais de três anos consecutivos, não devem possuir imóvel ou financiamento com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e nem serem beneficiárias de outros programas habitacionais, conforme instrução normativa nº 41, de 23 de novembro de 2011, do Ministério das Cidades.