Polí­tica

Foto: Marcelo Camargo/EBC

A denúncia contra o presidente Michel Temer deve ser lida nesta terça-feira, 26, do plenário da Câmara dos Deputados. Para que o documento possa ser lido, é preciso que ao menos 51 deputados registrem presença no plenário.

A acusação do ex-procurador da República (PGR), Rodrigo Janot, deve ser apresentada pela segunda secretária da Câmara, a deputada Mariana Carvalho (PSDB). Após a leitura, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, determina a notificação de Temer e envia o documento para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Na CJ, ele terá o prazo de 10 sessões para apresentar a defesa.

Depois disso, a comissão deve votar o relatório no prazo de cinco sessões. Independentemente do parecer aprovado na comissão, o plenário da Casa deverá decidir se autoriza ou não a abertura de processo no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente. (EBC)