Meio Jurídico

Foto: OAB/TO O advogado popular Silvano Lima foi ameaçado de morte, segundo a OAB O advogado popular Silvano Lima foi ameaçado de morte, segundo a OAB

Por meio da Procuradoria de Defesa de Prerrogativas e Valorização da Advocacia, a Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins (OAB/TO) está acompanhando caso de violação de prerrogativas contra o advogado popular, Silvano Lima Rezende.

Segundo a OAB/TO, o advogado conta que no último dia 17 de setembro estava em reunião com trabalhadores rurais prestando contas dos processos judiciais e administrativos da desapropriação de uma área rural de Araguaína. O encontro foi realizado na área reivindicada e o advogado e os trabalhadores foram surpreendidos por um grupo de homens supostamente armados, em que um deles teria criado uma situação tensa, intimidatória.

A presença do grupo de homens teria ocasionado tumulto, acusações, e, sobretudo, com tom de ameaças de morte a Silvano Rezendo e à presidente da comunidade. O nome da presidente não foi revelado.

“A OAB-TO não aceita qualquer violação de prerrogativas profissionais da advocacia. Quem está descontente com processos judiciais ou administrativos tem que usar os meios legais para recorrer, nunca intimidar profissionais”, destacou Walter Ohofugi, ao anunciar que a Procuradoria de Prerrogativas está muito vigilante ao caso.