Educação

Foto: Elias Oliveira A palestra reuniu professores e alunos da Escola São José e Frederico Pedreira A palestra reuniu professores e alunos da Escola São José e Frederico Pedreira

Mais de 40 professores do Colégio Estadual São José e da Escola Estadual Frederico José Pedreira Neto, além de estudantes representantes de turmas e membros do Grêmio Estudantil participam nesta sexta-feira, 6, do I Fórum do Programa do Ensino Médio Inovador (ProEMI), realizado no Colégio São José. A formação busca promover um intercâmbio entre as escolas e fomentar a troca de experiências.  

Durante a abertura do evento, Bruno Nunes Oliveira, estudante do 3º segmento da Educação de Jovens e Adultos (EJA), em poema de sua autoria, explanou sobre capitalismo, meritocracia, desigualdade e destacou a importância do protagonismo e da liderança para o desenvolvimento humano.

coach Alex Cabon ministrou a palestra O Professor como Mediador de Conflitos, que é voltada para a melhoria dos relacionamentos na escola e para o estímulo da criatividade. Alex Cabon é voluntário no Colégio Estadual São José e trabalha uma vez por semana com os estudantes da escola, temas como liderança, protagonismo, autoconfiança e equilíbrio emocional.

O palestrante ressaltou que, para ter um bom relacionamento, três ações são fundamentais: não criticar, não condenar e não reclamar. Durante a palestra, foi realizada uma atividade em que as pessoas deveriam narrar a história de suas vidas, de forma ininterrupta. Várias experiências foram compartilhadas.

Lucas Daniel Alves Feitosa disse que sua maior dificuldade foi ouvir o colega, sem interrupções. Helen Susi Freitas, da 1ª série do ensino médio, destacou que um bom ouvinte aprende mais. “Pude perceber, nesse exercício, o quão importante é ouvir. Durante a narração, descobri fatos sobre a história do meu colega que, mesmo com a convivência diária, não conhecia”, disse.

Na oficina de oratória sobre O Poder da Palavra, a professora e assistente social, Adriana Magna, explicou que é possível trabalhar o conteúdo de maneira que os alunos possam vivenciar aspectos da comunicação verbal em público, observar características de um bom comunicador como posturas, gestos e controle emocional. “A oficina foi gravada para que os professores avaliem o comportamento antes e depois da abordagem”, pontuou.

No período vespertino, os professores participam de uma mesa-redonda com o tema Educação Tecnológica: utilização do celular como ferramenta pedagógica e avaliarão o encontro. O encerramento do Fórum está previsto para as 17h.