Educação

Foto: Marcio Vieira

As escolas públicas de todo o país têm até a próxima quarta-feira, 11, para retificar as informações declaradas ao Censo Escolar 2017.  O levantamento é realizado, anualmente, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica, e é considerado o mais importante levantamento estatístico educacional brasileiro na área. No Tocantins, o processo é coordenado em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). 

De acordo com o coordenador do Censo Escolar da Seduc, Osvaldo Dantas, além de mobilizar as unidades de ensino sobre a precisão dos dados informados e ao cumprimento dos prazos, a Pasta também realiza o acompanhamento in loco nas Diretorias Regionais de Educação. “Todos os anos o Inep dá esse prazo de 30 dias para que as escolas possam verificar as informações prestadas e corrigir o que for necessário. Para orientar as unidades de ensino, os técnicos da Gerência vão até os municípios para agilizar o processo. É preciso dar uma atenção especial a esse prazo, porque não será possível alterar mais nada após o fechamento do Educacenso”. 

Etapas e utilização

O levantamento é dividido em duas etapas. A primeira consiste no preenchimento da matrícula inicial, quando ocorre a coleta de informações sobre os estabelecimentos de ensino, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula. Na segunda fase, as escolas informam sobre a situação do aluno, registrando dados sobre o movimento e o rendimento escolar dos alunos, ao final do ano letivo.

Os dados coletados são fundamentais para a elaboração de diagnósticos sobre a educação brasileira e para a implementação de políticas públicas na área. Além disso, as matrículas e informações escolares declaradas servem de base para o repasse de recursos do governo federal às escolas.