Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal no Tocantins (PRF) registrou entre o dia e 6 e esta segunda-feira, 9, cinco acidentes nas rodovias federais que cortam o Tocantins. No período foram fiscalizados 443 veículos e notificados 63 condutores. 

Segundo a PRF, ainda não há quantitativo de número de vítimas dos acidentes. 

Prisão de Fugitivo 

O Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou a prisão de Thiago R. C., foragido desde 19/05/2017 quando empreendeu fuga de presídio de segurança máxima do estado do Pará. O homem de 30 anos já respondeu pelos crimes de latrocínio, tráfico de drogas e receptação. 

Durante ronda policial promovida pela equipe especializada da PRF, foi abordado ônibus da empresa Rápida Marajó, que fazia a linha Belém a Goiânia. Ao promover fiscalização no veículo e dos passageiros, foi entrevistado um homem que se identificou como Cleiton, apresentando uma cédula de identidade contendo referido nome. A equipe observou que o documento apresentava fortes indícios de falsificação. 

Ao se promover vistoria em suas bagagens de mão, foi localizada pela equipe da PRF uma pistola Taurus, modelo 940, calibre .40, 02 carregadores e 14 munições, de propriedade da Polícia Militar do Pará, estando devidamente carregada e pronta para uso. 

Ainda no interior da mochila foi apreendida uma porção de substância análoga a Cloridrato de Cocaína, aproximadamente de 1,5g. 

O flagrante ocorreu na noite de domingo (08), no km 694.0 da BR 153, no município de Cariri/TO. 

Após o flagrante, o homem informou sua verdadeira identidade, e em consulta aos sistemas observou-se mandado de prisão em aberto em seu desfavor, expedido pela 1ª Vara de Execução Penal de Belém-PA, por ser fugitivo do sistema carcerário. 

Condenado por estupro de vulnerável 

Ainda no final de semana, o Grupo de Patrulhamento Tático – GPT/PRF cumpriu mandado de prisão expedido em desfavor de um homem de 42 anos. O foragido fora condenado pelo crime de Estupro de Vulnerável. 

A prisão ocorreu no sábado (07), por volta das 13h00, km 657.0 da BR 153, no município de Gurupi/TO. Na ocasião foi abordado o veículo Honda/Civic Lxs Flex, conduzido por um homem de 42 anos. Durante a análise dos documentos apresentados, a equipe verificou Mandado de Prisão em aberto expedido em desfavor do motorista. O homem preso é natural de Carolina/MA, residia em Paraíso do Tocantins/TO e exercia a função de Representante Comercial. 

Em consulta, observou-se que o Mandado de Prisão fora expedido em virtude de  Sentença Penal condenatória transitada em julgado, com determinação de cumprimento de pena no regime fechado. O até então foragido fora condenado pelo crime de Estupro de Vulnerável. A condenação foi proferida pela 1ª Vara Criminal de Paraíso do Tocantins. 

As ocorrências foram encaminhadas para a Central de Flagrantes de Gurupi. 

Prisão de homem inabilitado 

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu homem com dois documentos falsos e encontrou no interior de veículo R$ 21.350,00 em espécie. 

Na noite deste domingo (08), durante fiscalização promovida pela equipe da PRF em Palmeiras do Tocantins, na BR 226, foi abordado o veículo Honda/Fit Lx, conduzido por um homem de 32 anos. 

Ao ser solicitado que esse apresentasse documentação pessoal e do veículo, o condutor apresentou uma CNH com seu nome. Durante consulta constatou-se que os dados ali presentes eram falsos, em verdade o condutor não era habilitado, configurando o uso de documento falso. 

Em relação ao documento falso apresentado, o autor declarou que o mesmo foi adquirido São Paulo pelo valor de R$ 300,00.

Ato contínuo, a equipe continuou a fiscalização no veículo, momento em que fora encontrado nos pertences pessoais do condutor uma segunda CNH, esta com dados de uma terceira pessoa, documento com papel verdadeiro, porém com a foto do abordado. Caracterizando o crime de falsidade ideológica.  

No que diz respeito a este segundo documento falso, o autor declarou que a mesma foi adquirida em Foz do Iguaçu/PR com um indivíduo de origem paraguaia, e que pagou pela falsificação a quantia de R$ 300,00.

Dando continuidade na fiscalização, foi encontrada com o único passageiro do veículo a quantia de R$ 21.350,00 mil em espécie. O passageiro alegou que seria seu e teria como comprovar sua origem.

Diante dos fatos, o condutor e passageiro, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal de Araguaína. O condutor pelos crimes de Uso de documento falso e Falsidade ideológica e o passageiro para explicar a origem dos R$ 21.350,00 reais espécie em seu poder. 

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Rodoviária Federal