Cultura

Foto: Divulgação

A cineasta Eva Pereira saiu novamente vitoriosa com produção cinematográfica que irá projetar o Tocantins no cenário nacional. Desta vez, o longa-metragem "O Barulho da Noite" foi vencedor do Prodecine 01 - Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Cinema Brasileiro, do programa Brasil de Todas as Telas, da Ancine - Agência Nacional de Cinema. O projeto foi contemplado com R$ 2 milhões.

Um drama intimista inspirado em fatos reais, o longa conta a história de Maria Luíza (7 anos), que tem sua infância roubada ao descobrir a paixão da mãe pelo ajudante de roça do pai. Apesar da pouca idade, ela sabe que sua família está ameaçada e não conseguirá mais sorrir. Toda sua leveza de criança cederá espaço a um olhar triste e atento, que vê a família se desfazer pelo desencontro de sonhos e objetivos do casal e a chegada anunciada de um intruso.

Segundo Eva Pereira, apesar de tratar de um tema forte como o abuso sexual infantil, o filme é leve, trazendo especialmente o cenário das belezas naturais do Tocantins como poesia. "O sol forte do Norte é personagem, o céu estrelado e o pôr do sol que é o mais lindo do País são personagens", declara a cineasta.

"O Barulho da Noite" foi escrito por Eva Pereira há 15 anos. "É um projeto que me levou para o audiovisual, que me despertou o desejo de conhecer mais para contar essa história. Neste percurso, fui desenvolvendo novos projetos, mas também amadurecendo a ideia do barulho", conta Eva.

Segundo a cineasta, nestes 15 anos de amadurecimento do projeto, ela contou com amigos do Tocantins que fizeram a diferença no roteiro."Neste período, muitas pessoas leram o projeto, ajudaram, me incentivaram e não só deram muitas ideias maravilhosas, como também me deram força nos momentos em que pensei em desistir", lembra Eva.

Projeto

O Prodecine 01 contemplou nesta edição 40 longas-metragens, originários de 14 unidades federativas. O único projeto tocantinense representa também a região Norte do País, com mais duas obras do Pará. “O Barulho da Noite” é o primeiro longa-metragem do Tocantins aprovado pelo Prodecine, considerado o mais importante edital para o audiovisual brasileiro. Eva acredita que o reconhecimento é uma forma de inserir mais uma vez o Tocantins na rota dos projetos de cinema em todo o País. "É o Tocantins se profissionalizando ainda mais no cenário do audiovisual. Que o Barulho abra ainda mais portas para que venham novos projetos nessa trilha", torce Eva.

Ela lembra que o Estado já vem se projetando no cenário do audiovisual, com importantes produções, como “Corpos Perdidos na Estrada”, de Hélio Brito, “Palmas Eu Gosto de Tu”, de André Araujo, e "O Boneco de Barro e o Rei", de Nival Correia, dentre outros. "Que o Tocantins possa tomar o seu espaço no cenário audiovisual para que os projetos de fora não tomem o nosso espaço.Temos excelentes roteiristas e diretores no Tocantins e está na hora de todos se unirem para ir para a disputa", complementa.

Presidente da ATCV- Associação Tocantinense de Cinema e Vídeo, Hélio Brito considera que esta é mais uma vitória dos produtores audiovisuais tocantinenses. "O Barulho da Noite nos enche de orgulho e vai trazer recursos federais para o Tocantins e injetar na sofrida classe artística deste estado, levando o nome e a cultura tocantinense por esse Brasil afora. Eva Pereira, que está com uma série documental para estrear em rede nacional,  agora nos brinda com a aprovação desse longa-metragem de ficção que ganhará as telas de cinema de todo o Brasil, em breve. Digo sempre que, se o Tocantins acreditar mais no Tocantins, dentro de poucos anos seremos um importante polo de produção audiovisual”, conclui Hélio Brito.

Longa
O filme é uma produção da Cunha Porã Filmes e MZN Filmes, uma parceria de sucesso de Eva Pereira e os irmãos Mazaron. A parceria é responsável por importantes projetos tocantinenses, como a série "O Mistério de Nhemyrõ", também contemplado pela Ancine (Prodav) e que estreia em cerca de 200 canais de TVs públicas do País até o final do ano, e o curta-metragem"Cotinha da Vila", premiado pelo Ministério da Cultura e que será rodado no mês de novembro.

O "Barulho da Noite" terá como diretor de fotografia Fabrício Tadeu, profissional que ganhou o Festival de Gramado neste ano, e contará também com profissionais do Tocantins, agregando um importante intercâmbio. "Teremos um elenco de protagonistas essencialmente tocantinense, valorizando não só as nossas lindas paisagens como também os artistas locais", adianta.