Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou carregamento de madeira ilegal extraída no Estado do Pará e que seria levada para Porto Seguro/BA. O município de origem da carga é conhecido pela extração de madeira em terras indígenas. A madeira ilegal estava escondida abaixo de madeira regular e documentada. 

O flagrante ocorreu no município de Darcinópolis/TO, no km 56 da BR 226, às 13h30, do dia 14/10/2017. Na oportunidade, a equipe da PRF fiscalizou o veículo Volvo/FH 440, conduzido por um homem de 51 anos de idade.

 No veículo estava sendo transportado produto florestal processado. Em consulta ao sistema DOF/Sisflora-PA não foram encontradas divergências entre a documentação apresentada e os dados disponíveis no sistema. No entanto, durante fiscalização da carga observou-se a presença de cerca de 36,89 m³ (trinta e seis e oitenta e nove metros cúbicos) de madeira serrada, com perfis de vigas em desacordo com a Guia Florestal apresentada. 

Diante do exposto, configurou-se irregularidade que tornou a Guia Florestal inválida, uma vez que a carga transportada não é condizente com o produto autorizado pela licença de transporte expedida pela autoridade competente, conforme IN 21/14 do Ibama, art. 48, inciso V. 

O condutor do veículo incorreu em Crime Ambiental capitulado no Parágrafo Único do Art. 46, da Lei no 6.905/98 e infração administrativa ambiental descrita no § 1o do Art. 47, do Decreto no 6.514/08. 

Segundo o condutor, a carga era oriunda de Medicilândia/PA e tinha como destino o município de Porto Seguro/BA. 

Diante dos fatos, a Policia Militar Ambiental Estadual (BPMA) foi acionada. A PRF também lavrou em desfavor do condutor Termo Circunstanciado de Ocorrência, o qual se comprometeu a comparecer em juízo para responder criminalmente por suas ações.

Ressalta-se que veículo e carga permanecerão retidos no pátio da UOP à disposição do Órgão Ambiental e Ministério Público até vistoria e destinação adequada.