Educação

Foto: Márcio Vieira A Avaliação leva em consideração quesitos como Leitura e Escrita, em Língua Portuguesa, e Matemática A Avaliação leva em consideração quesitos como Leitura e Escrita, em Língua Portuguesa, e Matemática

O Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou nesta quarta-feira, 25, os dados da Avaliação Nacional da Aprendizagem (ANA). Os dados são referentes a 2016, ano de aplicação das provas, e mostram uma evolução das escolas da rede estadual de ensino, em relação às edições anteriores, nos três quesitos avaliados: Escrita, Leitura e Matemática.

No quesito Leitura, a avaliação de 2013 mostrou que 68,06% dos alunos da rede estadual de ensino estavam concentrados nos níveis um e dois, os mais baixos. Já em 2016, este percentual caiu para 52,04%. Ao mesmo tempo, os níveis mais altos (três e quatro) registravam 31,94% dos alunos no primeiro ano da avaliação e, no ano passado, passou para 47,96%.

Já na Escrita, no ano de 2013, 40,37% dos estudantes foram classificados nos níveis mais baixos, enquanto que, em 2016, este percentual diminuiu para 25,73%. Consequentemente, nos níveis três, quatro e cinco, os de melhor desempenho, o percentual dos alunos passou de 59,64% em 2013 para 74,26% em 2016.

Em Matemática, 69,96% dos alunos estavam concentrados nos níveis um e dois em 2013. Já na edição de 2016 da ANA, este percentual diminuiu para 53,9%, enquanto nos níveis três e quatro o percentual dos alunos subiu de 30,05% para 46,16% em 2016.

“São dados que apontam a seriedade, o compromisso e a responsabilidade da proposta desse Governo com a aprendizagem dos nossos alunos. É preciso destacar o envolvimento e a dedicação de nossos professores e da equipe escolar de cada unidade escolar. Estamos fazendo o necessário, continuaremos fazendo o possível, e finalmente faremos o que muitos consideravam impossível. Estamos avançando, e continuamos em busca da garantia de educação de qualidade para todos os tocantinenses”, destacou a secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, professora Wanessa Zavarese Secchim.

Avaliação Nacional

A ANA é uma avaliação externa que objetiva aferir os níveis de alfabetização e letramento em Língua Portuguesa (leitura e escrita) e Matemática de todos os estudantes matriculados no 3º ano do ensino fundamental das escolas públicas brasileiras, pois é censitária. As provas da ANA já haviam sido aplicadas em 2013 e 2014, voltado as escolas a serem avaliadas em novembro no ano passado.

O Inep é a instituição responsável pela aplicação e correção das provas, além compilação e divulgação dos resultados.  A ANA produz indicadores que contribuem para o processo de alfabetização nas escolas públicas brasileiras. Para tanto, assume-se uma avaliação para além da aplicação do teste de desempenho ao estudante, propondo-se também uma análise das condições de escolaridade que esse estudante teve para desenvolver esses saberes.

Os dados disponibilizados no site do Inep a partir desta quarta-feira poderão ser consultados e analisados pelas equipes pedagógicas e gestoras das escolas e redes de ensino. Na edição 2016 da avaliação, os alunos da rede estadual do Tocantins, apresentaram um considerável avanço, tanto na avaliação de Leitura, como na Escrita e na Matemática.

De acordo com os critérios do Inep, os resultados de rendimento dos alunos são divididos em quatro níveis para Leitura e Matemática e cinco níveis para escrita. O nível um é considerado o de menor desempenho e os níveis quatro e cinco, respectivamente, os de melhor desempenho.