Estado

Foto: Divulgação

Com o objetivo de prevenir e controlar a ocorrência de acidentes com produtos químicos perigosos, no Tocantins, o Corpo de Bombeiros Militar recebeu do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), os equipamentos que auxiliarão os trabalhos no Estado. O termo de recebimento foi assinado pelo Comandante-Geral da corporação, Coronel Dodsley Yuri Tenório Vargas, na última sexta-feira, 27, na sede do Naturatins em Palmas. Com a assinatura, a Defesa Civil passa a coordenar a Comissão Estadual que regula a prevenção desse tipo de trabalho no Tocantins.

Foram entregues duas TV’s LED de 49 polegadas (para serem utilizadas na sala de monitoramento da Defesa Civil); quatro notebooks; quatro impressoras a laser multifuncionais; seis conjuntos de respiração autônomos; roupas para adentrar em locais contaminados com produtos perigosos; materiais de absolvição de produtos; piscinas para a descontaminação desses artigos, além de outros equipamentos.

“Os equipamentos são importantíssimos para ajudar na prevenção e no controle dos produtos perigosos, mas, principalmente, no socorro durante os acidentes que envolverem esses produtos no Estado”, disse o superintendente da Defesa Civil, Tenente Coronel Peterson Ornelas. Segundo o superintendente o Corpo de Bombeiros, juntamente com a Defesa Civil, está trabalhando, por meio de outros projetos para viabilizar o controle desses produtos em todo o trecho da BR-153 que passa pelo Tocantins, assim como nas rodovias estaduais.

Ainda de acordo com o superintendente, os equipamentos serão destinados as unidades da corporação em todo o Estado.

Comissão Estadual

Criada pelo Decreto Estadual nº 3.104, de 9 de agosto de 2007, a Comissão Estadual de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos – CE-P2R2 é integrada por 16 membros titulares e suplentes, sendo o Corpo de Bombeiros Militar do Estado Tocantins (CBM-TO); Coordenadoria Estadual de Defesa Civil; Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seagro); Secretaria de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Semarh), Secretaria da Saúde (Sesau); Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Adapec-TO); Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Tocantins (Dertins); Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins); Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins; Companhia Independente de Polícia Militar Ambiental (Cipama, entre outros.

Plano Nacional

O Plano Nacional de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos (P2R2) foi criado pelo Decreto do Presidente da República nº 5.098 de 2004 com o objetivo de prevenir a ocorrência de acidentes com produtos químicos perigosos e aprimorar o sistema de preparação e resposta a emergências químicas no País.

Para atingir esta meta, o Ministério do Meio Ambiente promove a articulação e a integração dos vários níveis de governo, do setor privado, das representações da sociedade civil e das demais partes interessadas na proteção da saúde humana e qualidade ambiental.

O plano tem como foco os seguintes eixos:

Prevenção

Por meio da implantação de sistemas, programas, ações e iniciativas que visam a inibir ou desmotivar práticas que levem à ocorrência de acidentes envolvendo produtos químicos perigosos.

Correção

Por meio da implementação de sistemas, ações e procedimentos que visam responder de forma rápida e eficaz às ocorrências de acidentes, assim como preparar e capacitar recursos humanos disponíveis nas esferas federais, estaduais e municipais.

Por: Redação

Tags: Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Naturatins