Esporte

Foto: Philipe Bastos

Dois atletas da equipe Palmas Judô Clube (PJC) se encontram em Brasília/DF representando o Tocantins e com a missão de conquistar uma medalha inédita, para ambos, nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), isto na categoria 15 a 17 anos. Porém, se o objetivo é o mesmo para eles, a atmosfera que os comporta nesta possibilidade de conquista é bastante distinta: para Héron de Oliveira, ela é a da estreia vitoriosa nesta categoria dos JEJ; já para Matheus Benício, é a da despedida em grande estilo.

Aos 16 anos, Héron, que vai disputar os Jogos no peso meio-médio (-73kg), se lesionou no ano passado, atrasando esta estreia, o que ele não acha tão ruim assim. “Este é o meu terceiro ano de Jogos Escolares, sendo o primeiro nesta categoria, e justamente em um ano especial, principalmente pelo preparo que eu alcancei e que nunca tive antes, com uma dedicação maior, uma maturidade maior, realizando um intercâmbio intenso em São Paulo, tudo para aumentar a minha eficiência neste e em outros campeonatos. Eu acredito no meu preparo e no meu esforço não só ao decorrer deste ano, mas desde o início da minha carreira como atleta; afinal, não é o que fiz no último mês ou neste ano que vai fazer a diferença, é o trabalho de toda uma vida neste esporte. Mesmo que surjam dificuldades, eu acredito que terei capacidade para superar isto; esta é parte da ideia do judô: superar dificuldades”, ressalta o competidor.

Já Matheus, que completou 17 anos, só tem em mente encerrar um ciclo escolar com um pódio, algo pelo qual ele tem treinado muito para alcançar e acredita bastante que pode vir a conquistar. “Este ano é o que mais estou treinando, com três turnos de atividades. De manhã, começo com a musculação; à tarde, faço treinos técnicos e à noite mais treinos técnicos e de luta. Me sinto muito preparado e o que posso prometer é que vou dar o meu máximo a cada combate. Por isto, e sabendo o nível técnico que tenho, principalmente por bons confrontos que já fiz em outras competições fortes, como o Brasileiro Regional, por exemplo, eu sinto que posso subir no pódio dos Jogos Escolares e me despedir com uma medalha, que é o que mais sonho”, vislumbra o judoca peso médio (-81kg).

Equipe Tocantins

Liderada pelo técnico Heynner Ribeiro, faixa preta de 2º Dan, a equipe completa do Tocantins, que inicia a competição nos JEJ na manhã desta sexta-feira, 17, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, é composta pelos atletas Maria Eduarda Hardman, superligeiro (-40kg) da Cemil/Bombeiros; Karla Vitória Basílio, meio-leve (-48kg) da Guerra/Sesi; Bruna Vitória Silva, leve (-52kg) da Cemil/Bombeiros; Iane Aparecida de Almeida, médio (-63kg) da Guerra/Sesi; Pedro Vitor dos Santos, superligeiro (-50kg) da Cemil/Bombeiros; Héron de Oliveira, meio-médio (-73kg) da PJC; e Matheus Benício, médio (-81kg) da PJC.