Estado

Foto: Divulgação

Na última semana da Justiça pela Paz em Casa, em 2017, a Vara Especializada no Combate à Violência Contra a Mulher de Araguaína promove atividades voltadas à profissionalização e empoderamento das mulheres entre os dias 20 e 24 de novembro. A ação faz parte da Política Judiciária Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres no Poder Judiciário.

Nesta segunda-feira (20/11), será realizada segunda parte do projeto Maria da Penha Leva Cursos, com aulas de biscuit em vidro e boneca decorativa. A ação ocorre em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e segue até 19 de dezembro.

Além do curso, a programação conta também com a “Feira da Mulher”, no dia 24 de novembro. Na ocasião estarão presentes as artesãs que já fizeram o curso e conseguiram ter um bom êxito financeiro. O intuito do evento não é só fazer com que as mulheres participem, mas que despertem a visão empreendedora.

A juíza titular da Vara Especializada, Cirlene Maria de Assis, ressalta a importância das mulheres participarem da programação. “As mulheres devem participar do curso para se prepararem para buscar a inserção profissional no mercado de trabalho, buscando assim sustentarem a si mesma e as suas famílias, tornando-se dessa forma, empoderadas e independentes financeiramente”, afirmou a magistrada. 

Semana

Desde o inicio deste ano, o Poder Judiciário do Tocantins em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), tem realizado uma série de ações relacionadas à Semana da Justiça pela Paz em casa, como: Seminários, palestras de conscientização e cursos. A mobilização faz parte da Política Judiciária Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres no Poder Judiciário, criada pela portaria n° 15/2017. (TJ/TO)

Por: Redação

Tags: Araguaina, Violência Contra a Mulher