Turismo & Lazer

Foto: Divulgação Turista em tirolesa. Experiência custa em torno de R$ 70 Turista em tirolesa. Experiência custa em torno de R$ 70
  • Hermano Victor Faustino, advogado, fazendo trilha até a Cachoeira do Roncador

Com 82 cachoeiras rodeadas por serras, densa vegetação abrigando gaviões, araras, tucanos, lobos, macacos e onças, o distrito de Taquaruçu - distante 32 km de Palmas -, é um dos pontos turísticos mais visitados da Capital.

Sendo o principal segmento econômico local, o turismo vem ganhando cada vez mais força com a realização do Festival Gastronômico. De acordo com uma das empresárias no ramo de hospedagem no distrito, Maria de Fátima Albuquerque, o aumento do fluxo de pessoas aquece o comércio de estalagem e alimentos. “Novos restaurantes e locais de hospedagem foram abertos, até mesmo para atender demanda de turista mochileiro que busca acomodação mais simples e barata, ao que procura maior conforto pagando um pouco mais caro sobre o serviço”, afirmou.

O advogado Hermano Faustino, 28 anos, conheceu a Cachoeira do Roncador e ficou surpreso com Taquaruçu. “Sempre que venho a trabalho em algum lugar, reservo um tempo pra conhecer um ponto turístico e achei Taquaruçu incrível, as cachoeiras, a paisagem, tudo é muito acolhedor”, disse. 

O turista Hermano hospedou-se num hostel - novidade em espaço compartilhado para viajantes modernos que querem curtir muito e gastar pouco. "Curto o lugar (Taquaruçu), mas as diárias em alguns hotéis e pousadas não são tão acessíveis. Optei pelo hostel por ser mais barato, mas sempre uso desses espaços. Já é uma cultura, tanto aqui como fora do país porque são interessantes, há interação com as pessoas e é muito mais divertido”, justifica Faustino.

No Brasil, hostel é também conhecido por albergue, recebendo seus hóspedes em quartos compartilhados. Além de preços acessíveis, a novidade tem difundido a ideia de hospitalidade e troca de experiências. O proprietário do Raízes Camping e Hostel, Antônio Mario de Albuquerque, lugar em o advogado Hermano hospedou-se, afirma que o negócio começou devagar. "A ideia era morar na casa, mas devido a distância optei por abrir o negócio e experimentar a atividade”, explicou Antônio. 

Segundo Antônio Mario, a principal cultura do hostel é ser hospitaleiro, deixar que as pessoas se sintam relaxadas, como se estivessem em casa. "as salas, a cozinha, toda a casa tem o espaço compartilhado e isso facilita a comunicação e o conhecimento entre as pessoas, que é o maior objetivo” afirma.

Taquaruçu 

Criada em 1989, Taquaruçu é povoado por pessoas que migraram do Sul do Maranhão, atraídos pela abundância de água da região. Muitos contam que vieram como retirantes em jumentos e carroças com toda a família e foram fazendo história no distrito, que tem a economia baseada na pequena agricultura familiar.

A tirolesa e o rappel também são atrações em Taquaruçu. Saiba mais sobre algumas cachoeiras interessantes: 

Cachoeira do Roncador

Há acesso para duas cachoeiras - a do Roncador e a Escorrega Macaco. Prática do rapel. Acesso fácil na rodovia. Trilha a pé até o local.

Cachoeira de Taquaruçu

Na estrada para o Distrito, tem estacionamento e local para redes. Serve-se almoço

Cachoeira do Evilson

Segue em direção a Buritirana, boa estrada, pavimentada, mas tem que seguir um trecho em estrada de chão. Acesso acidentado, pedaço do trajeto é feito apenas a pé. Bem preservada.

Cachoeira Ecológica

Na mesma direção do Evilson. A infraestrutura é maior, com alojamento e refeição. Não divulgaram o valor da entrada. (Com informações da Comunica Assessoria) 

Por: Redação

Tags: Taquaruçu, Turismo e Lazer