Campo

Foto: Gabriel Faria

Acontecem nesta semana no interior do Tocantins um curso e um dia de campo sobre melhoramento animal. As atividades são complementares e estão alinhadas ao projeto “Rede de transferência de tecnologias do Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono para a bovinocultura de corte do Tocantins com ênfase na intensificação da produção de carne em pastagens”. A coordenação é da Embrapa e o projeto, também chamado ABC Corte, envolve diversos parceiros, tanto públicos como privados.

Durante toda a sexta, 1º de dezembro, haverá o curso. Será no auditório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em Araguaína, Norte do estado. Confira os temas a serem abordados: recursos genéticos e estratégias de melhoramento em gado de corte; cruzamentos em gado de corte; objetivos e critérios de seleção; rede de transferência de tecnologias do Plano ABC para a bovinocultura de corte do Tocantins; estratégias de seleção e acasalamento para maximização do ganho genético; interpretação e aplicações práticas dos sumários de avaliação genética; e impacto econômico do uso de touros melhorados.

Um dos palestrantes é Pedro Alcântara, zootecnista da Embrapa e líder do projeto ABC Corte. Segundo ele, “quando a gente trabalha o melhoramento genético, quando colocamos dentro de um sistema de produção pecuária animais com genética superior, a gente melhora o nosso resultado”.

Ele explica que a ideia é trazer a experiência da Embrapa Gado de Corte (Campo Grande-MS) para o Tocantins “pra que, dentro dos sistemas que a gente está implantando (sistemas intensivos de produção a pasto), a gente também consiga trabalhar com animais de genética superior. Então, o curso é nesse sentido: buscando orientar técnicos, produtores com relação aos trabalhos de melhoramento genético e isso vai acabar impactando lá na frente no sistema intensivo por conta desse melhor resultado que se obtém no sistema quando você entra com animais com a genética melhor”.

Dia de campo

Já no sábado, 2 de dezembro, a atividade será na Fazenda Terra Grande, em Bernardo Sayão, também Norte tocantinense. É o dia de campo com a mesma temática de melhoramento animal. A partir das 8h, diversos temas serão tratados, como um histórico da fazenda, manejo reprodutivo, tendências genéticas e estratégias de comercialização e disseminação do material genético selecionado.

A participação no dia de campo é gratuita. Já para fazer o curso, a taxa é de R$ 20,00 e o pagamento deve ser feito no local. Serão emitidos certificados de participação. As vagas são limitadas. Para se inscrever, acesse https://goo.gl/forms/akeyIP5u73pfvAU03. A organização do curso e do dia de campo é da Embrapa, do Sebrae e do Sindicato Rural de Araguaína.

Por: Redação

Tags: Embrapa, Pecuária, campo