Polí­cia

Foto: Divulgação Machado usado no crime foi encontrado em um teto de palhas de uma cabana Machado usado no crime foi encontrado em um teto de palhas de uma cabana

Após 36 horas de buscas e investigações, policiais civis da Delegacia de Araguatins, coordenados pelo delegado Eduardo Ferreira Nunes, desvendaram um crime bárbaro de homicídio cometido em Araguatins e que vitimou Jocélio Vieira da Costa e efetuaram, no final da tarde da última sexta-feira, 1º e novembro, a prisão de Wesley M. do N., 18 anos, o qual é suspeito pela prática de crime de ocultação de cadáver da vitima, fato corrido, no final da tarde do último domingo, 26. 

Conforme o delegado, ao ser ouvido, Wesley afirmou que a vítima foi assassinada a golpes de machado por Jhones D. L. de O., 24 anos no interior da sede de uma chácara de propriedade de Jhones. No entanto, Wesley alega ter apenas ajudado o autor na ocultação do corpo, o qual foi enterrado em uma cova rasa na área da referida chácara, sendo que o cadáver fora descoberto por populares que procuravam por Jucélio, na manhã do dia seguinte.

Desta maneira, Wesley foi conduzido para a sede da Delegacia de Araguatins, onde foi autuado em flagrante pela prática de crime de ocultação de cadáver. Em seguida, o indivíduo foi encaminhado à carceragem da Cadeia Pública local, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. 

Durante as diligências, os policiais civis também recuperaram o machado utilizado no crime e demais pertences da vítima. As investigações foram intensificadas no sentido de localizar o paradeiro e efetuar a prisão de Jhones D. L. de O., que se encontra foragido.