Economia

Foto: Divulgação O Encontro Família Jalapão está sendo realizado no município de Ponte Alta do Tocantins O Encontro Família Jalapão está sendo realizado no município de Ponte Alta do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), participa nesta segunda-feira, 4, e terça-feira, 5, do 1º Encontro da Família Jalapão, evento realizado pelo Sebrae Tocantins no município de Ponto Alta do Tocantins, a 170 Km de Palmas.

Contando com a parceria da Fieto, Fecomércio, Prefeitura de Ponte Alta e Governo do Estado, o evento tem como objetivo  potencializar negócios, troca de experiências e relacionamento comercial entre microempreendedores individuais (MEIs), por meio de atividades gratuitas e abertas ao público, incluindo  palestras, cursos rápidos, visitas a empresas, dentre outras.

No encontro, técnicos da Seden estão presentes no espaço Portal do Jalapão trazendo informações sobre a atuação do Governo do Estado no fortalecimento da atividade turística, bem como acerca dos atrativos e oportunidades de negócios que a região do Jalapão apresenta.

A região oferece desde alternativas que demandam grandes investimentos, como terceirização de atrativos, atividades e serviços, até aquelas de médio e baixos investimentos, como novas propostas de alimentação, oferta de produtos turístico que incluam atividades estimulantes ao turista, como rafting, trilhas, eventos esportivos; hospedagens alternativas, como campings, hospedagem na modalidade "cama e café" e o próprio turismo de base comunitária, que proporciona, além da hospedagem em si, que o turista vivencie o dia-a-dia das comunidades da região; dentre outras.

Conforme o superintendente de Desenvolvimento Turístico da Seden, James Possapp, o incentivo ao micro empreendedorismo que é proporcionado pelo Encontro Família Jalapão, fortalece uma grande parcela da comunidade, tendo em vista a vocação natural da região para o turismo e o fato de que, a cada dia, cresce a demanda turística, exigindo a ampliação na oferta em toda a cadeia produtiva.

De acordo com o Sebrae, no Tocantins os MEIs representam 64% dos pequenos negócios e já somam mais de 50 mil pessoas formalizadas com seu negócio próprio.