Geral

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Polícia Civil no município de Augustinópolis/TO, sob a coordenação do delegado Jacson Wutke, deu início à ação "Natal Solidário" em atenção à situação de vulnerabilidade de famílias e crianças carentes da cidade e região. O projeto conta com o apoio do Ministério Público Estadual, representado pelo promotor de Justiça, Paulo Sérgio Ferreira de Almeida, e, também, do Poder Judiciário local, representado pelo juiz de Direito Jefferson David Asevedo Ramos.

Para o sucesso da ação social, é necessária a colaboração da população em geral. Para quem desejar contribuir, a Polícia Civil informa estar recebendo na sede da Delegacia de Polícia Civil situada à Rua Dom Pedro I, nº 361, bairro Centro, no município de Augustinópolis (TO), doações filantrópicas, tais como cestas básicas, alimentos não perecíveis, brinquedos e/ou valores em espécie que serão revertidos e distribuídos às famílias e crianças carentes no dia 20 de dezembro.

Segundo o coordenador da Campanha, delegado Jacson Wutke, "é inquestionável que o exercício da solidariedade, empatia, compaixão, amor e respeito ao próximo devem se estender durante todo o ano, mas nessa época tão especial e marcada pela solidariedade, é necessário devotarmos uma atenção maior aos que mais necessitam de nós. É uma corrente do bem e todos os envolvidos estão compromissados com o seu sucesso". O delegado lembrou ainda que "a missão da Polícia Civil é proteger a sociedade, torná-la segura - e a fome não nos preocupa menos que a violência. Nesse Natal, queremos ajudar a proteger a nossa sociedade em todos os aspectos: seja em relação à redução da criminalidade, seja em relação à segurança alimentar e à proteção da infância", afirmou.