Saúde

Foto: Governo do Tocantins

Um grande marco na administração do Governo do Tocantins no ano de 2017 foi ter colocado fim às tendas do Hospital Geral de Palmas (HGP). Com a inauguração das obras de reforma, mais duas alas com 192 leitos foram entregues, ampliando de 147 para 334 a quantidade total de leitos na maior unidade hospitalar do Estado. O 2º andar do HGP conta com 96 leitos de internação e 48 quartos. A entrega da obra promoveu maior conforto aos pacientes, acompanhantes e servidores atuantes na unidade. No 3º andar, foram instalados mais 96 leitos de internação. Ambos os ambientes são climatizados.

As inaugurações das obras do HGP colocam fim a um longo período de dificuldades, que se arrastava desde as gestões anteriores. “Estamos em um momento de humanização, vivendo a honra de poder inaugurar essa parte da obra, dentre tantas outras que ainda temos que entregar aqui no HGP”, ressaltou o governador Marcelo Miranda.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, o processo de ampliação do hospital segue pelos próximos meses, onde estão previstas a entrega de outro centro cirúrgico, ampliação de leitos de Unidade de Terapia Intensa (UTI) adulto e infantil, além de novas alas de emergência clínica e centro de trauma. “Concluídas estas obras no ano que vem, o Norte do Brasil vai ter um dos maiores hospitais públicos do País funcionando a pleno vapor”, afirmou.

Além da conclusão de parte da reforma do HGP, outras ações também marcaram a gestão do Governo na área da Saúde tocantinense no ano de 2017, como a entrega do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde (IntegraSus), a realização do mutirão de Cirurgias Ortopédicas, a entrega de reformas de unidades hospitalares no interior do Estado e a regulagem do estoque de medicamentos e insumos.

Ainda no HGP, o Governo inaugurou, no mês de março de 2017, o Banco de Olhos do Tocantins, formado por uma equipe multidisciplinar e com estrutura que permite a abordagem, a captação, o preparo e o armazenamento de córneas para transplante. Equipe identifica os potenciais doadores e aborda familiares na busca do consentimento pela doação. (Da redação com informações da Secom-TO)