Estado

Foto: Divulgação

O Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) e a Unidade Prisional Feminina (UPF), ambos em Palmas/TO, da governadora em exercício, Claudia Lelis, na manhã desta quarta-feira, 17, acompanhada pelo secretário de estado da Cidadania e Justiça, Glauber de Oliveira Santos, e do subsecretário Felizardo Ramos dos Santos. O objetivo foi vistoriar de perto a rotina dos dois estabelecimentos e os projetos desenvolvidos internamente junto aos adolescentes cumpridores de medidas (na unidade socioeducativa) e das reeducandas (na unidade penal).

Durante a visita no Case, Claudia Lelis conheceu as oficinas profissionalizantes oferecidas aos adolescentes, os locais onde acontecem as atividades escolares, que começam no próximo dia 22, e a horta cultivada pelos próprios adolescentes, além de conversar com servidores. Ela acompanhou também o funcionamento da oficina de serigrafia, no qual os adolescentes estampam camisetas, sacolas para lixo de carro e porta documentos.

Claudia Lelis reafirmou o empenho do Governo do Estado em buscar mais recursos para as políticas públicas voltadas ao Sistema Socioeducativo. “Foi possível ver de perto como esses adolescentes que cumprem medidas socioeducativas estão conseguindo desenvolver atividades profissionais aqui no Case. A gestão tem todo interesse em proporcionar todo o apoio necessário para que eles saiam daqui prontos para reingressar à sociedade”, garantiu a governadora.

À governadora em exercício, o secretário Glauber de Oliveira explicou que todas as unidades socioeducativas do estado contam com servidores capacitados, o que tem permitido alcançar melhores resultados na socioeducação. “Temos assistente social, psicólogo, enfermeiro, odontólogo e médico entre outros. Além dos socioeducares que dão andamento no cumprimento de todas as demais ações”, destacou Glauber.

Educação e rotina

A educação foi um dos principais assuntos abordados pelo gerente do Sistema Socioeducativo, Jardel Alves. “Acreditamos que a educação permite outra visão de mundo a estes adolescentes. Pois através do conhecimento somos capazes de fazer escolhas certas e, claro, buscar oportunidades melhores para nossas vidas”, afirmou Alves.

Já o coordenador do Case, Eduardo Fontoura, falou da importância de organização, de responsabilidades e, sobretudo, de como o tempo dos adolescentes é ocupado de forma positiva. “Seja no esporte, no cultivo da horta, nas palestras de saúde e também em ações de manutenção e limpeza que garantem a preservação da unidade”, contou Fontoura.

UPF

Na UPF, a governadora também acompanhou a rotina das reeducandas e projetos de profissionalização, como as oficinas permanentes de corte e costura, por meio do projeto “Linha e Arte: Um Recomeço”, que atende, no momento, 14 mulheres. A diretora da UPF, Cátia Machado, ressaltou a importância da visita. “Falamos dos nossos projetos e das buscas por mais parcerias. Sem dúvida, ela acompanhando de perto nossa realidade, nos permitirá mais avanços”, afirmou. Na unidade prisional funciona uma extensão da Escola Estadual Setor Sul, onde estudam 32 reeducandas entre os 1º e 2º segmentos (Ensino Fundamental) e o 3º segmento (Ensino Médio).

Outro ponto destacado pela governadora em exercício foi o comprometimento do Governo do Estado em buscar recursos para melhorias do Sistema Prisional do Tocantins. "Ontem estive em Brasília e tive a garantia do diretor do Sistema Prisional que o presídio de Cariri será construído. Isso já será de extrema importância para o Estado", destacou Cláudia.