Polí­tica

Foto: Divulgação Forzani já dialogou com PHS, PROS, PSC SD e PSOL quanto à possibilidade de formação de um bloco Forzani já dialogou com PHS, PROS, PSC SD e PSOL quanto à possibilidade de formação de um bloco

A executiva do PT estadual reúne-se nesta segunda-feira, 2, para marcar o dia do lançamento da candidatura do ex-presidente Lula no Tocantins. A expectativa do partido é de que o ex-presidente Lula venha ao Estado ainda durante o mês de fevereiro. “A ideia é de que o Lula vá a todos os estados para o lançamento da candidatura dele”, afirma o presidente do Diretório Estadual do partido no Tocantins, deputado estadual José Roberto Forzani. 

O ex-presidente foi condenado em primeira instância na Operação Lavajato, pelo juiz Moro a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do Triplex do Guarujá e teve sua condenação ratificada e ampliada pelos desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, para 12 anos e 1 mês de prisão. 

No atual momento o ex-presidente está inelegível com base na Lei da Ficha Limpa (condenado por órgão colegiado), mas ainda pode recorrer. Caso seja confirmada a condenação nas esferas superiores, Lula estará definitivamente inelegível e fora das eleições deste ano.  

Candidatura Própria ao Governo do Estado

O presidente José Roberto Forzani, afirmou em entrevista concedida ao Conexão Tocantins na manhã esta segunda-feira, 5, que o partido terá candidatura própria ao Governo do Estado. O pré-candidato é o também deputado estadual Paulo Mourão. “A posição do partido é de candidatura própria. Com relação aos companheiros que defendem candidatura da senadora Kátia Abreu, não é que eles defendam abertamente isso, eles defendem uma conversa com todos. E a gente não se nega a conversar, mas a posição do partido, amplamente majoritária, é de candidatura própria”, justificou o presidente quando questionado sobre o posicionamento de lideranças do PT no Estado que defendem apoio à pré-candidatura da senadora.

O deputado disse que o partido já dialogou com PHS, PROS, PSC, SD e PSOL quanto à possibilidade de formação de um bloco de apoio à candidatura de Paulo Mourão. Segundo ele, a diretoria estadual está conversando ainda com outros partidos, mas não adiantou quais. “Estamos conversando com pelo menos sete partidos nesta formação de um bloco de apoio à nossa candidatura”, declarou.

Forzani informou ainda que está empenhado na pré campanha de Paulo Mourão no interior do Estado. Neste fim de semana eles percorreram os municípios de Caseara, Divinópolis e Abreulândia onde conversaram com lideranças políticas e populares dos municípios. Segundo o deputado, o pré-candidato Paulo Mourão não pôde cumprir toda a agenda programada para a região porque teve problemas de saúde e precisou retornar à capital. 

O PT retoma as viagens ao interior após o carnaval, o destino provável será a região Sudeste do Tocantins.