Estado

Foto: José Neto Representantes da Seden, do setor turístico, do Naturatins e das prefeituras de Novo Acordo, Mateiros e Ponte Alta do Tocantins se reunem Representantes da Seden, do setor turístico, do Naturatins e das prefeituras de Novo Acordo, Mateiros e Ponte Alta do Tocantins se reunem

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), realizou nessa última terça-feira, 20, mais um encontro para discussão acerca das políticas de desenvolvimento, controle e ordenamento do turismo no Jalapão. O encontro realizado na sala de reuniões da Seden, contou com a participação de representantes do setor turístico, técnicos da pasta, do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e representantes das prefeituras de Novo Acordo, Mateiros e Ponte Alta do Tocantins.

Na reunião foram tratados assuntos como a criação de leis municipais para regulamentar a atividade turística no Jalapão. Entre elas a lei de criação do Voucher, que é um sistema de controle, reserva e emissão de ingressos para os turistas entrarem nos atrativos naturais da região, sendo proposta sua implantação nos oito municípios que compõem a macrorregião do Jalapão. São eles: Mateiros, São Félix do Tocantins, Ponte Alta do Tocantins, Santa Tereza, Lagoa do Tocantins, Lizarda, Rio Sono e Novo Acordo.

De acordo com o diretor de Planejamento e Projetos Estratégicos da Seden, Marcos Miranda, essa reunião foi mais uma etapa do processo participativo de construção da política regional de turismo, que irá direcionar os trabalhos que já vêm sendo discutidos entre o Governo e os representantes do setor do Turismo no Estado. “A nossa intenção enquanto Governo é dar todo o suporte aos municípios na formulação dessas leis municipais, e como forma de ordenamento do turismo nos municípios, estamos discutindo hoje a implantação de um Voucher Único para região”, disse o diretor. 

A secretária municipal de Turismo de Ponte Alta do Tocantins, Dircivânia Marques Ribeiro falou da necessidade da criação desse ordenamento. “Os municípios têm os atrativos, que são amplamente visitados, porém, não recebem  nenhum retorno. No caso do Voucher, a gente vai ter condições de manter esses atrativos e receber bem o turista”, destacou.

Uma nova reunião entre o grupo de trabalho para dar continuidade às discussões sobre a implantação do Voucher e demais questões que envolvem  o controle e ordenamento do turismo na região ficou marcada para o mês de Maio, em São Félix do Tocantins.