Campo

Foto: Divulgação

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (SENAR/TO) finalizou mais dois cursos no município de Almas, na região Sudeste do Tocantins. Foram ofertados os cursos de Trabalhador na Piscicultura e Trabalhador na Produção de Inseminação Artificial.

O curso Trabalhador na Produção de Inseminação aconteceu na Fazenda Ipiranga do proprietário Marcelo Carassa, no município de Almas e contou com um total de 22 alunos inscritos.

O Curso foi dividido em 40 horas, realizado em cinco dias e os participantes aprenderam o processo de coleta do sêmen do boi, a parte anatômica do aparelho reprodutivo da vaca e a técnica de inseminação.

A maioria dos participantes são produtores rurais que já atuam em fazendas, mas que necessitavam de ter as técnicas corretas de como realizar a inseminação com boa qualidade.

O aluno Josiley Cardoso disse que é muito difícil encontrar alguém que tenha conhecimento prático de inseminação. “Quero me capacitar para aumentar minha qualificação na área que atuo e em consequência disso ter o conhecimento correto de como realizar um trabalho com a melhor qualidade”, disse o aluno que agradeceu à presidente do Sindicato Rural de Almas, Sandra Carneiro, pela oportunidade.

Trabalhador na Piscicultura

O curso para Trabalhador na Piscicultura atendeu 28 produtores da região. O evento contou com as parcerias do frigorífico de peixe do município de Almas, do projeto Tambora e do projeto Piratininga.

Durante o curso os alunos tiveram a oportunidade de aprender sobre, piscicultura intensiva vantagens da piscicultura em tanques-rede, principais espécies cultivadas em tanques-rede características das espécies, escolha do reservatório para a instalação, manejo em tanques-rede, monitoramento das águas dos reservatórios, como fazer amostragens biométricas, alimentação, construção de tanques-rede e comercialização dos peixes.

Segundo o aluno Daniel Carvalho, que participou do treinamento, a realização do curso vai proporcionar mais profissionalismo às pessoas que trabalham no ramo. “As aulas práticas oferecem melhor oportunidade para o aluno vivenciar de perto como lidar com tais situações que surgem no nosso dia-a-dia”, finalizou Daniel.