Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

A Procuradoria Geral do Estado do Tocantins informou na tarde desta quinta-feira, 5, que não será divulgado o resultado da primeira etapa do certame, conforme estava previsto no edital para acontecer hoje.

A não divulgação do resultado se deve à suspensão do concurso por determinação da justiça. No último dia 26 o desembargador Marco Antony Villas Boas determinou liminarmente que o concurso fosse suspenso durante o período de transição no Governo do Estado após a cassação do ex-governador Marcelo Miranda (MDB) pelo Tribunal Superior Eleitoral no dia 22 de março

No comunicado a PGE informa aos candidatos que já foi apresentado à justiça um agravo de instrumento para suspender a decisão liminar e dar continuidade ao andamento do certame.

O concurso da PGE foi realizado no dia 4 de março e teria ainda mais duas fases que, devido à suspensão, não têm data prevista para serem realizadas. A empresa organizadora do certame é a Fundação Carlos Chagas.

Confira abaixo o comunicado na íntegra.

A Comissão Organizadora do 3º Concurso Público de Provas e Títulos para o provimento de cargos na carreira de Procurador do Estado do Tocantins da PGE/TO informa aos candidatos que: não haverá divulgação, nesta quinta-feira, 5, do resultado da primeira etapa do certame, conforme previsto inicialmente no cronograma do Edital. 

A não divulgação obedece à decisão do Judiciário do Tocantins proferida em 26 de março de 2018, que suspendeu, liminarmente, o andamento do certame.

Reiteramos a idoneidade, a lisura e a total independência da Comissão Organizadora e da Instituição realizadora do Concurso, ao passo que também informamos que já foi apresentado Agravo de Instrumento à Justiça, para ver reformada a decisão singular.