Palmas

Foto: Cleober Taquara O parlamentar ressaltou ainda a participação de todos os vereadores na construção da proposta O parlamentar ressaltou ainda a participação de todos os vereadores na construção da proposta

Os vereadores da Câmara de Palmas aprovaram Projeto de Lei (PL) na manhã desta última quarta-feira, 4, que visa dar mais segurança aos ciclistas da Capital. De iniciativa do vereador Tiago Andrino (PSB), o Projeto de Lei nº 158/2017 prevê a criação de áreas de proteção ao ciclismo de competição.

“Essa proposta eu considero como de iniciativa popular. É um desejo dos atletas da nossa cidade e também do Movimento Paz no Trânsito, que deu muito apoio a essa iniciativa. Vamos trata-lo como um projeto não da Casa, mas do povo que está conquistando o que lhe é de direito”, destacou Andrino.

O parlamentar ressaltou ainda a participação de todos os vereadores na construção da proposta. “Lúcio Campelo (PR) nos ajudou muito na elaboração desse projeto. Também contribuiu o presidente da Casa, vereador José do Lago Folha Filho (PSD), que apoiou essa votação, além de demais colegas”, frisou.

Folha também destacou a importância da aprovação da proposta para a Capital. “Com esse projeto a Prefeitura poderá disciplinar áreas específicas para que a população possa praticar o ciclismo, e beneficia os atletas que precisam de um espaço para treinar”, ressaltou.

Esporte

Sérgio Henrique Moraes Lopes, presidente da Federação Tocantinense de Triathlon, defendeu que os atletas profissionais e mesmo os amadores precisam de um espaço para a prática de esportes. “Solicitamos ao Executivo um espaço para que os atletas de alto rendimento pudessem treinar. O vereador Tiago Andrino estava presente e se propôs a apresentar o projeto com as ideias que sugerimos”, destacou.

De acordo com Sérgio, a aprovação da proposta é importante para que a Capital possa ter um trânsito mais seguro e uma população mais saudável. “Quanto mais gente estiver praticando corrida, pedalando, nadando, menos pessoas estarão frequentando os postos de saúde”, finalizou.

Paz no Trânsito

O Movimento Paz no Trânsito, que apoia a proposta e acompanhou a votação na Casa de Leis, comemorou a aprovação do projeto. Para Susi Fernandes, representante do movimento, a criação de áreas de proteção aos ciclistas é de fundamental importância para os palmenses.

“É um marco legal que gera para a população o direito a uma área de proteção para a prática do ciclismo. Sobretudo, esse projeto tem uma força simbólica”, destacou Susi.

O projeto dispõe que cabe ao Executivo determinar os trechos e horários de funcionamento diário das áreas de proteção e regulamentar, em 60 dias, a lei e o valor da multa aplicável em razão de seu descumprimento, fixando inclusive a operacionalização da segurança de tráfego.