Geral

Paraíso, estudantes e arquitetos. O curso é um projeto do Programa Rumos, do Itaú Cultural, realizado em parceria com a Fundação Cultural do Tocantins.

O Curso de História da Arte abordará desde o movimento neoclássico até a arte contemporânea. Durante a abertura, a gerente de Artes Visuais do Itaú Cultural, Yara Kerstin, informou que esta é a segunda etapa do projeto Itaú Rumos Culturais de Artes Visuais. "A primeira etapa foi de mapeamento e apoio a projetos, esta é de formação e intercâmbio", disse. Yara também anunciou para o início do próximo ano o lançamento de novo edital para o Rumos 2008/2009.

A professora Maria Elizia Borges iniciou o curso de "Antecedentes da arte moderna: do neoclássico ao impressionismo e neo-impressionismo". No período da manhã, a professora abordou a arte neoclássica e o modernismo. "É um conhecimento mais corrente", observou ao falar da necessidade de conhecer estes movimentos para chegar aos movimentos atuais. Apresentou e analisou vários trabalhos, entre quadros, esculturas e obras arquitetônicas, de artistas como Ingres, Géricault e Delacroix, além do espanhol Francisco Goya, que apresentou como precursor da arte moderna.

Na quarta-feira, 22, Almerinda da Silva Lopes, mestre em História da Arte pela Universidade de São Paulo (ECA/USP), abordará as vanguardas do início do século XX, Bauhaus e neoplasticismo holandês; o modernismo no Brasil dos anos 10 aos anos 30; o retorno da figuração nos anos 30 e 40; o expressionismo abstrato nos Estados Unidos nos anos 50, as tendências abstrato-geométricas no Brasil, o concretismo e o neoconcretismo. O tema do curso será "Das Vanguardas às Primeiras Bienais".

Na quinta-feira, 23, a crítica de artes visuais, formada em Jornalismo pela PUC-RS (Porto Alegre) e mestranda em Comunicação pela PUC-SP, Angélica de Moraes, falará sobre a emergência do pop nos Estados Unidos – da liberação de novos materiais às performances e happenings, land art, body art e arte conceitual. Os temas pelos quais a professora perpassará nesta aula também passam pela análise da arte cinética e do minimalismo; o retorno à pintura nos anos 80, as transvanguardas na Europa e a nova geração brasileira. Ela falará, ainda, das tendências contemporâneas no mundo e no Brasil e da afirmação da fotografia, do vídeo e do filme. O tema será "A Arte Contemporânea: Ontem e Hoje".

Secom

Por: Redação

Tags: artistas, Obras