Geral

Os softwares livres Embrapec – Modelo Bioeconômico de Pecuária de Corte e OpenFarm, sistema integrado para administração de fazendas agrícolas, estão disponíveis na AgroLivre (Rede de Software Livre para Agropecuária), mantida pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP), unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O Embrapec é um sistema que permite ao usuário fazer um estudo da viabilidade econômica da propriedade pecuária ao longo do tempo, até 20 anos. Por meio de 370 parâmetros, como tamanho da propriedade, número e idade de animais e quantidade de funcionários, por exemplo, o programa gera 23 relatórios que avaliam a viabilidade econômica atual e futura da propriedade.

Esses parâmetros estão divididos em cinco grupos: estrutura física; estratégias e tomadas de decisão; índices de desempenho e manejo do rebanho; suporte das pastagens e preços, custos e taxas. Outra opção do sistema é simular o impacto econômico gerado por mudanças feitas na propriedade, como a compra de mais espaço físico, de animais ou a contratação de funcionários.

Um dos desenvolvedores do sistema e pesquisador aposentado da Embrapa Gado de Corte (Campo Grande), Ivo Martins Cezar, afirma que o Embrapec é muito útil para agricultores, já que o sistema facilita o planejamento da propriedade rural. "Este software representa uma fazenda de pecuária de corte e com ele é possível simular impactos econômicos para a tomada de decisão."

O Embrapec foi desenvolvido pela Embrapa Gado de Corte, responsável pelo modelo de simulação, em parceria com a Embrapa Informática Agropecuária, que projetou e desenvolveu essa nova versão do software com tecnologias livres e multiplataforma.

O programa OpenFarm busca auxiliar no gerenciamento financeiro de propriedades rurais, por meio do controle de ganhos e gastos do produtor rural. O sistema permite ao usuário calcular, entre outros, seus gastos com insumos agrícolas, pagamento de funcionários, água e energia elétrica.

A partir desses dados, o software elabora relatórios para que o produtor avalie os custos da produção em relação ao quanto ele vende. Assim, é possível saber qual o impacto dos gastos com água, em um determinado mês, por exemplo, no custo de produção daquele período. O programa faz, ainda, uma análise mensal ou anual de rendimento da produção.

De acordo com o administrador do OpenFarm, Matheus Santana Lima, a utilização do software é simples e as telas do programa são bastante claras e objetivas. Lima afirma que a diponibilização do sistema na AgroLivre permite que o software torne-se mais conhecido pelos produtores e pode, ainda, atrair investimentos de pessoas interessadas em contribuir com a evolução do programa. "O uso de tecnologia em propriedades rurais é muito importante para que os agricultores possam administrar melhor seu negócio e otimizar sua produção", garante.

Para a coordenadora da Rede AgroLivre e pesquisadora da Embrapa Informática Agropecuária Sônia Ternes, ferramentas como o OpenFarm são importantes para que o produtor saiba quanto e em que investir. "Ele precisa gerenciar seu negócio de forma que consiga obter lucro que, depois, pode ser aplicado na própria fazenda", sugere.

Os softwares OpenFarm e Embrapec estão hospedados no repositório de software livre mantido pela Embrapa Informática Agropecuária. O acesso é gratuito e pode ser feito no endereço http://repositorio.agrolivre.gov.br.

AgroLivre

Por: Redação

Tags: informática, Pecuária, tecnologia