Ciência & Tecnologia

Você já ouviu o termo SPIM? Ele se refere a spam via instant messaging, ou seja, mensagens publicitárias ou indesejadas que chegam em massa em usuários de programas de mensagem instantânea.

SPIM é mais comum em programas que permitem que qualquer um, mesmo que não tenha sido previamente autorizado, consiga enviar mensagens para qualquer outra pessoa, como por exemplo, o antigo ICQ. No Messenger, a configuração padrão é bloquear qualquer mensagem que venha de alguém que não está na lista de "usuários permitidos".

O site de segurança Internet Storm Center recentemente alertou a comunidade web a respeito de um website que promete dizer quem são as pessoas que bloquearam certo usuário. Para conseguir esta informação, o usuário que quiser saber quem lhe bloqueou precisa preencher um formulário no site com seu e-mail e senha. Para que a senha é usada? Para enviar SPIM aos contatos da lista do curioso.

Como já foi alertado nesta coluna anteriormente, este tipo de site é um risco desnecessário, pois não é possível determinar quem bloqueou quem no Messenger. E agora vemos a notícia de que pelo menos um destes sites não foi criado para ajudar os usuários, e sim praticar spam, ou melhor, spim. Como o site utiliza o login e a senha do usuário para enviar as mensagens, o bloqueio padrão do Messenger é inutilizado.

Da redação com informações Linha Defensiva

Por: Redação

Tags: Mundo Digital