Geral

Acusado de torturar e matar uma adolescente de 13 anos em 1994, o técnico em contabilidade Wilmar Araújo, 44 anos, será transferido para Palmas, nesta segunda feira. O acusado foi preso por uma equipe da DECAP - Delegacia de capturas, na cidade de Fortaleza onde estava vivendo desde 1996.

A localização do acusado foi possível após informações fornecidas Rosângela Maria Martins de Araújo, 47 anos, ex-mulher do acusado e também suspeita de ter participado do crime, segundo a polícia.

O crime foi cometido com requintes de crueldade e os dois, culpam um ao outro pelo homicídio. Segundo o depoimento da ex-mulher de Araújo, os dois tinham três filhos, um deles, em comum. Na época a adolescente foi contratada para cuidar do menino.

Conforme informações do depoimento de Rosângela, um dia de abril de 1994, o marido chegou em casa bêbado e acusou a adolescente de ter molestado o filho menor. Segundo ela, Walmir espancou a garota das 11 até às 13 horas.

Em decorrência das agressões a adolescente veio a falecer. Em depoimento ao delegado Antunes Teixeira, da Delegacia de Capturas, o acusado confirmou a morte da adolescente e disse que o corpo foi jogado em uma cisterna, de 20 metros de profundidade. Ele contou ainda que durante dias soterrou o local com entulhos.

De acordo com o delegado, o vendedor está disposto a apontar o local onde o corpo da adolescente está enterrado. Atualmente, o lugar é ocupado por duas torres de telefonia móvel e a polícia vai requisitar à Justiça autorização para a remoção do corpo. A família da adolescente vinha denunciando o seu desaparecimento

Da redação com informações jornal O Povo

 

Por: Redação

Tags: Assassinato, Geral, Justiça, Palmas, Violência