Ciência & Tecnologia

Usuários serão obrigados a migrar para a versão 8.1 do Windows Live Messenger para poder se autenticar no sistema. A Microsoft está forçando os usuários do Windows Live e MSN Messenger a atualizar os softwares para a versão mais recente graças a uma correção de segurança, segundo um post em um blog da Microsoft.

Qualquer usuário rodando as versões 6.2, 7.0 e 7.5 do MSN Messenger ou do Windows Live Messenger 8.0 será guiado por um processo de atualização para o Windows Live Messenger 8.1 ao tentar fazer o login no serviço, segundo a mensagem do gerente de produto de segurança da Microsoft, que assina "Anand".

O processo substitui a notificação opcional de atualização que era exibida aos usuários dessas versões do software desde janeiro, segundo o gerente. "Alguns de vocês podem achar que é inconveniente, mas é para protegê-los e para proteger a saúde da rede que escolhemos dar esse passo", diz o post.

A vulnerabilidade no Messenger, que permite aos hackers embutir códigos maliciosos em convites para chats, foi divulgada em agosto. Ela afeta o MSN Messenger nas versões 6.2, 7.0 e 7.5, bem como o Windows Live Messenger 8.0.

A Microsoft corrigiu o problema em versões mais antigas do Messenger como parte do seu ciclo mensal de atualizações na última terça-feira (11/09), o que significa que os usuários das versões afetadas poderiam, em tese, apenas instalar a correção para se proteger da ameaça.

No boletim de segurança sobre a correção, a empresa recomendou que usuários do Windows XP e Vista migrassem para o Windows Live Messenger 8.1, mas sugeriu vagamente que poderia tornar a atualização obrigatória.

"Se você não migrar para uma versão não-afetada do MSN Messenger ou do Windows Live Messenger, dependendo da sua plataforma, você será notificado sobre a atualização a cada tentativa de autenticação", disse a empresa. "Se você não aceitar a atualização, você pode não ser autorizado a acessar os serviços MSN Messenger ou Windows Live Messenger". Aparentemente, a empresa mudou de idéia na quarta-feira e tornou a atualização obrigatória.

IDG NOW

Por: Redação

Tags: Mundo Digital