Estado

A redução da mortalidade infantil integra o leque de prioridades da Sesau – Secretaria de Estado da Saúde, estando incluída no Pacto pela Vida e no Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal, instituídos pelo Ministério da Saúde. Em consonância com esses princípios, o Hospital de Referência de Gurupi - HRG acaba de instituir o Comitê de Investigação de Óbito Materno Infantil e Fetal.

Para discutir a diretrizes do comitê, aconteceu uma reunião na manhã desta terça-feira, 02, no salão de reuniões do HRG, com os representantes da unidade hospitalar, Secretaria Municipal de Saúde, Conselho Municipal de Saúde, Pastoral da Criança, Samu, Liga Feminina de Combate ao Câncer e Faculdade Unirg. Na oportunidade a médica ginecologista do HRG, Fabiana Cândida de Queiroz Santos Anjos foi eleita presidente do Comitê. Ela explicou que serão intensificadas ações visando à melhoria dos indicadores de saúde da população infantil e a redução da mortalidade infantil, em especial do componente neonatal.

"A implantação do Comitê de Prevenção do Óbito Materno Infantil e Fetal possibilita a identificação dos fatores envolvidos na determinação dos óbitos infantis e fetais e a definição de estratégias que permitem evitar esses óbitos", afirmou a médica, ressaltando que a participação dos representantes das entidades parceiras é fundamental para que a investigação dos óbitos possa ser realizada. "O conhecimento dos fatores envolvidos na determinação do óbito infantil e fetal é decisivo para instrumentar os gestores nas intervenções que sejam necessárias para evitar novos óbitos", finalizou.

Zacarias Martins

Por: Redação

Tags: Estado, Gurupi