Campo

O Brasil poderá bater novo recorde na produção de grãos com a safra 2007/2008. Levantamento de intenção de plantio realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgado hoje (4) indica que a colheita pode ficar entre 134,9 milhões e 138,3 milhões de toneladas de grãos.

A Conab explicou que o intervalo entre a estimativa explica-se "pela fase inicial de plantio das culturas agrícolas e a indefinição do produtor sobre quanto e o que plantar".

De qualquer forma, na comparação com a safra 2006/2007, o crescimento da safra poderá chegar a 5,2%, embora tudo dependa de "variações climáticas" de acordo com a Conab.

Os destaques para a produção recorde são a soja, com previsão de safra entre 59,4 e 61,3 milhões de toneladas, ou crescimento de até 4,9% na comparação com a produção anterior; e o milho 1ª safra, que deve ficar entre 37 e 38 milhões de toneladas, aumento de até 4,6% na mesma comparação.

O algodão em caroço é outro destaque no levantamento realizado pela Conab, com produção estimada em entre 2,5 e 2,6 milhões de toneladas, ou até 8,5% a mais. Ao contrário, o feijão 1ª safra tem queda prevista na produção de 13,9% a 11,1%, com colheita entre 1,30 e 1,35 milhões de toneladas.

O levantamento da Conab também constatou melhora na perspectiva para a área plantada, que "deve contar com uma área superior em 1,2% e 3,4% sobre o plantio do último período, devendo ocupar entre 46,7 e 47,7 milhões de hectares".

Mais uma vez o destaque foi para a lavoura de soja que poderá passar de 20,7 milhões de hectares para uma área de até 21,9 milhões de hectares. A justificativa da Conab para tal avanço é o retorno do cultivo da soja em áreas que deixaram de ser cultivadas na safra 2006/2007. Em seguida, vem o milho 1a safra, com até 14,4 milhões de hectares contra 13,9 milhões de hectares da safra anterior.

A estimativa para a área plantada do feijão total por outro lado caiu de 4,083 milhões de hectares para algo entre a 3,96 a 4 milhões de hectares. O área plantada do feijão 1a safra, que no período anterior foi de 1,3 milhão de hectares poderá ficar entre 1,19 milhão de hectares e 1,22 milhão de hectares.

A Conab informou que o levantamento foi feito no período de 17 a 21 de setembro. Foram ouvidos 915 informantes, como representantes de cooperativas, de órgãos públicos e privados, agentes financeiros e produtores de 305 municípios dos estados do Centro-Sul.

Agência Brasil

Por: Redação

Tags: Municípios, Soja, campo