Estado

A urgência na tramitação do requerimento de autoria do deputado Amélio Cayres (PR) que solicita informações ao Ministério de Minas e Energia sobre os impactos socioambientais da construção da Usina Hidrelétrica (UHE) de Marabá, Pará, foi aprovada na manhã desta terça-feira, dia 9. Para o deputado, a audiência pública, promovida pelo Ibama em 25 de setembro deste ano, não esclareceu a população sobre o assunto.

"As explicações dadas pelos técnicos foram evasivas", afirmou Cayres. Segundo ele, "para as pessoas que participaram da reunião, moradores humildes que se viram naquele momento perdendo suas propriedades com o alagamento da usina, não ficou claro que o dano ambiental e social será enorme", argumentou.

A instalação da usina, de acordo com Cayres, afetará a vida de mais de 40 mil pessoas que vivem na região. "A cidade de Esperantina, no Tocantins, terá 60% de sua área inundada pela barragem", alertou. O parlamentar lembrou ainda que a população ribeirinha e outros municípios das redondezas também sofrerão com as conseqüências da represa.

Dicom Assembléia Legislativa

Por: Redação

Tags: cidade, Estado, Ibama, Municípios, usina