Cultura

desde o mês de setembro, a Operação Peixe Vivo.

A ação é um trabalho emergencial, que visa salvar os peixes que estão morrendo por insuficiência de oxigênios nos lagos, córregos, represas e barragens devido ao baixo volume de água. Na última semana, entre os dias 9 a 11, a equipe realizou a operação em dois locais críticos e resgatou 2.114 peixes. A ação aconteceu no assentamento Capão do Coco, próximo ao município de Lagoa da Confusão, onde foram salvos 65 piroscas, espécie ameaçada de extinção, e cerca de 300 peixes de diversos tamanho. Na barragem da Saneatins, no município de Figueiropolis, foram salvos 1.700 peixes. Os animais foram soltos nos rios Javaés e Formoso, e na

Lagoa da Confusão.

O salvamento é realizado por técnicos da Diretoria de Fiscalização e

Monitoramento, com o apoio das Unidades Regionais do órgão. No trabalho, são utilizados um caminhão próprio para o transporte de peixes vivos e três carros de apoio. A equipe realiza o resgate dos peixes localizados em áreas de risco e transporta-os para um lugar com maior vazão de água, garantindo a sobrevivência da espécie na região.

Para o presidente interino do Naturatins, Marcelo Falcão Soares, esta ação é apenas uma parcela do que pode ser feito em favor do meio ambiente, pois a sociedade precisa rever suas formas de atuação e incorporar no seu cotidiano uma cultura voltada para a preservação da ictiofauna do estado. O diretor responsável pela execução do projeto, Laureno Tebas, ressaltou que a meta é intensificar o salvamento, com o objetivo de atingir o maior número possível de espécies em risco.

Balanço

Iniciadas deste o mês de setembro, as operações de resgate do projeto "Peixe Vivo" já foram realizadas nos municípios de Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia, Arapoema, Araguacema e Figueirópolis, totalizando o resgate de 5.842 peixes, de mais de 20 espécies, dentre elas tucunaré, pirosca, cará, piau, traíra, pacu, piranha, cari, cará-pirosca, corró, lampreia, além do salvamento de três botos-cinza na região de Formoso.

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Araguacema, cultura, Municípios, transporte